Este espaço é seu anuncie aqui! 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Casa do Côco.

Casa do Côco.
Rua Melo PeIxoto, 79 CeNtro Garanhuns PE

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

sábado, 19 de setembro de 2015

Mais de 4.500 migrantes socorridos na costa da Líbia


Um total de 4.500 migrantes que tentava chegar à Europa a partir da costa da Líbia foram resgatados neste sábado em 21 operações diferentes, informou a Guarda Costeira italiana.
O barco da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) resgatou mais de 800 pessoas, que foram levadas para a Itália. 
"Começamos no início da manhã com um primeiro resgate. Ajudamos duas embarcações de madeira e dois botes", afirmou Simon Burroughs, coordenador das missões de resgate da ONG.
Burroughs infirmou que entre os resgatados estão migrantes da Eritreia, Nigéria, Somália, Líbia, Síria e de outros países do leste da África.  
"Há várias nacionalidades. Felizmente, todos estão em boas condições de saúde", disse mais cedo o porta-voz da MSF, Sami al-Subaihi.
As 21 operações em curso aconteceram a menos de 40 milhas náuticas (75 km) da costa da Líbia. Nove barcos e 12 botes foram resgatados. 
O barco da Guarda Costeira Dattilo resgatou 1.137 pessoas de duas embarcações, enquanto o Corsi socorreu 137 pessoas de um bote, no qual estava o corpo de uma mulher. 
Outras 231 pessoas foram resgatadas em botes.
A Líbia, com 1.770 km de costas, se tornou uma plataforma da migração clandestina para a Europa. Os traficantes de pessoas aproveitam o caos e a violência no país, dividido entre dois governos rivais, e sem controle nas fronteiras.
Mais de 430.000 migrantes e refugiados atravessaram o Mediterrâneo desde janeiro e 2.750 morreram ou são considerados desaparecidos, segundo a Organização Internacional de Migrações (OIM).

Ne10

Nenhum comentário:

Postar um comentário