Este espaço é seu anuncie aqui! 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Casa do Côco.

Casa do Côco.
Rua Melo PeIxoto, 79 CeNtro Garanhuns PE

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

HACKER ACUSADO DE FRAUDES É PRESO PELA POLICIA EM MANSÃO AVALIADA EM R$ 3 MILHÕES






A Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) apresentou um homem de 38 anos acusado de ficar milionário após hackear computadores para fraudar boletos bancários. De acordo com a polícia, ele tem uma mansão avaliada no valor de R$ 3 milhões. De acordo com a delegada Mayana Rezende, as investigações iniciaram no estado do Piauí em 2013 quando uma universidade de Teresina realizou um pagamento no valor de R$ 10 mil a uma prestadora de serviços e o dinheiro não chegou à conta da empresa. Os policiais descobriram que o beneficiário desta transferência havia sido o acusado. “Ele é o famoso hacker “boleteiro”, adquiriu uma relação de e-mails de pessoas e enviava mensagens maliciosas com algum atrativo. Quando a vítima clicava no e-mail instalava um programa que monitorava as atividades do computador e quando a vítima imprimia um boleto bancário, este vinha com os dados do acusado e o dinheiro caía na conta dele”, explica a delegada. O acusado foi preso nesta última quinta-feira (15) no setor Cidade Jardim em Goiânia. Com ele foram encontrados diversos cartões de crédito de diferentes bancos, vale-presentes, 03 notebooks, aparelhos celulares e talões de cheque. O acusado foi preso em uma casa onde estava morando temporariamente até que sua mansão fosse totalmente mobiliada. Na mansão havia 03 banheiras de luxo que custava em média R$ 42 mil cada e um elevador. O indivíduo alegou que tinha uma distribuidora de bebidas e realizava venda de veículos, mas a polícia acredita que essas atividades eram formas de lavar o dinheiro que ele conseguia com os golpes. O criminoso vai responder por furto qualificado e permanece preso à disposição da Justiça de Goiás. O homem já tem passagens por estupro, receptação, estelionato e furto qualificado.


G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário