QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Local do Som Equipadora e Auto Center.

Local do Som  Equipadora e Auto Center.

Casa do Côco.

Casa do Côco.

Garanhuns Bijuterias

Garanhuns Bijuterias

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Roberto dos Ônibus.

Roberto dos Ônibus.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

King Lanternagem e Pintura.

King Lanternagem e Pintura.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

TCE recomenda ao estado de PE o afastamento do prefeito de Gravatá

Técnicos citam 14 tipos de irregularidades detectadas nas contas do gestor.
Há indícios de crimes de corrupção, improbidade e contra a lei de licitações.

O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) recomenda ao Governo estadual o afastamento do prefeito de Gravatá, Bruno Martiniano (PTB). O Ministério Público de Contas (MPC) cita 14 diferentes tipos de irregularidades detectadas nas contas do gestor. O pedido de intervenção estadual no município do Agreste de Pernambuco foi aprovado por unanimidade nesta quarta-feira (7) pelo pleno do tribunal.
A Prefeitura de Gravatá enviou uma nota oficial na tarde desta quarta afirmando que não foi notificada acerca da recomendação do TCE. "Adotamos as medidas cabíveis, encaminhado a questão para análise e providências pelas nossas Assessorias Jurídica e Técnica, visando preservar  a autonomia política e administrativa do Município de Gravatá", informou a assessoria de comunicação em nota.
Entre os pontos detectados pela equipe técnica do Tribunal de Contas - de acordo com a assessoria de imprensa do TCE-PE -, estão: "superfaturamento no contrato de recolhimento do lixo, perda do certificado do aterro sanitário, favorecimento de empresas em contratos, falsificação de processo licitatório, ausência de recolhimentos previdenciários e obstrução aos trabalhos dos auditores do TCE. [...] Além disso, há [...] indícios de crimes contra a lei de licitações, indícios de corrupção e improbidade administrativa".
Novo gestor
Após a aprovação da intervenção, a documentação será encaminhada para a avaliação do Ministério Público Estadual. Caso concorde, o MPE fará o pedido administrativo de afastamento ao Tribunal de Justiça. Uma vez concluído e aprovado o procedimento - por todos os órgãos - o governador do estado deverá "nomear um interventor para administrar o município até dezembro de 2016, quando o mandato do atual prefeito será encerrado", conforme detalha a assessoria.

Exceção
"O pedido de intervenção é uma medida excepcional regulada pelo artigo 35 da Constituição Federal e 91 da Constituição do Estado, cabível apenas quando os órgãos de controle consideram inviável a permanência no cargo do gestor, por fatos que atentem contra o regime democrático e a probidade administrativa", explica o departamento de Comunicação

Do G1 Caruaru

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420