Este espaço é seu anuncie aqui! 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Casa do Côco.

Casa do Côco.
Rua Melo PeIxoto, 79 CeNtro Garanhuns PE

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

“Messi me ama”: Menino afegão da camisa de plástico ganha uniforme autografado de Messi

Murtaza Ahmadi agora se mostra realizado com a camisa autografada – Foto: Reprodução Facebook
Murtaza Ahmadi agora se mostra realizado com a camisa autografada – Foto: Reprodução Facebook
O menino afegão Murtaza Ahmadi, 5 anos, que comoveu a web ao usar uma camisa feita de sacola plástica do ídolo Lionel Messi, recebeu finalmente seu presente: uma camisa oficial da seleção argentina autografada pelo craque.
Segundo a Agência ANSA, o anúncio da entrega do presente foi feito pela Unicef do Afeganistão, que postou fotos do menino jogando bola já vestindo a camisa. “Eu amo o Messi e na minha camisa está escrito que o Messi me ama”, disse Ahmadi à entidade nesta quinta-feira.
A foto do pequeno afegão viralizou na Internet e uma busca internacional foi realizada para tentar encontrar a criança, que acabou sendo localizada pela emissora britânica “BBC”. A sacola havia sido cortada em formato de regata e Ahmadi escreveu o número 10 e o nome de Messi na “camisa”.
O porta-voz da Federação Afegã de Futebol (AFF), Syed ali Kazemi, chegou a anunciar que o menino encontraria Messi, mas a data do encontro não foi confirmada. Ahmadi pertence à minoria étnica hazara e é filho de um agricultor refugiado que mora em Ghazni, no Afeganistão

Nenhum comentário:

Postar um comentário