Este espaço é seu anuncie aqui! 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Local do Som Equipadora e Auto Center.

Local do Som  Equipadora e Auto Center.
Garanhuuns-PE

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Roberto dos Ônibus.

Roberto dos Ônibus.

Casa do Côco.

Casa do Côco.
Rua Melo PeIxoto, 79 CeNtro Garanhuns PE

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

King Lanternagem e Pintura.

King Lanternagem e Pintura.

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Tiro que matou tenente da PM na PB saiu da arma de sargento, diz polícia




Resultado do exame de balística foi apresentado pela Polícia Civil.


O resultado do exame de balística realizado pelo Instituto de Polícia Científica (IPC) comprovou que a bala que matou o tenente da Polícia Militar Ulysses Costa (FOTO), na noite da última quinta-feira (4) na Zona Sul de João Pessoa, saiu de um revólver calibre 38 que pertence a um sargento da Polícia Militar. O sargento está entre as oito pessoas que foram detidas na noite de quinta-feira por suspeita de envolvimento no assassinato do tenente. Três armas foram apreendidas ainda na quinta.

Em uma coletiva de imprensa, realizada no início da noite desta sexta-feira (5) na Central de Polícia de João Pessoa, o delegado de Homicídios Reinaldo Nóbrega informou que o tenente Ulysses foi atingido apenas por uma bala nas costas. A bala foi removida e a análise realizada constatou que o projétil extraído do corpo do tenente tinha saído da arma do sargento da PM.

Ainda segundo o delegado, o sargento que foi detido na noite de ontem, teve a prisão preventiva decretada nesta sexta-feira (5) e o filho do sargento, que também estava sendo investigado por posse ilegal de arma, continua foragido. O corpo do tenente, que era do Serviço de Inteligência da Polícia Militar, aconteceu no fim da tarde desta sexta-feira (5) em João Pessoa.


Prisões
Oito pessoas foram detidas na noite de quinta-feira (4) por suspeita de envolvimento com a morte do tenente da Polícia Militar Ulysses Costa. Segundo a Polícia Civil, dos oito detidos, seis ficaram presos, sendo que quatro foram ouvidos pelos delegados da Central de Flagrantes, por porte ilegal de armas e tráfico de drogas, e ourtos dois foram ouvidos na Central de Homicídios, por envolvimento direto na morte do policial.

De acordo com o delegado Francisco de Assis Albuquerque, os suspeitos detidos alegam que não têm ligação com o caso, mas que estavam no local próximo de onde aconteceu a morte do tentente. Segundo o relato dos suspeitos ao delegado, na residência que eles estavam não tinha nada, mas em outra residência havia droga, que foi apreendida e conduzida para a delegacia como se fosse deles.

Conforme nota divulgada pela Polícia Militar, quatro dos suspeitos foram presos durante uma operação realizada na noite de quinta-feira (4), em João Pessoa. Ainda de acordo com a nota, a polícia apreendeu também três armas de fogo.

De acordo com a PM, o policial militar de 32 anos estava à paisana, fazendo um levantamento geográfico na comunidade Aratu, no conjunto Cidade Verde, com outros colegas do serviço de inteligência, quando foi baleado nas costas. O tenente, que tinha 33 anos, chegou a ser levado para o Hospital de Ortotrauma de Mangabeira, mas não resistiu e morreu na unidade.


Fonte Do G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário