Este espaço é seu anuncie aqui! 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Local do Som Equipadora e Auto Center.

Local do Som  Equipadora e Auto Center.
Garanhuuns-PE

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Roberto dos Ônibus.

Roberto dos Ônibus.

Casa do Côco.

Casa do Côco.
Rua Melo PeIxoto, 79 CeNtro Garanhuns PE

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

King Lanternagem e Pintura.

King Lanternagem e Pintura.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Dona da Yoki fecha fábricas no Brasil e demite 420



São Paulo – A General Mills, dona da Yoki no Brasil, anunciou que irá encerrar produção em duas fábricas no Brasil, além de outros cortes na sua operação internacional.

A planta de Marília será fechada e toda produção de São Bernardo do Campo será distribuída em outras unidades. No local, ficará apenas a parte corporativa.

A medida irá gerar 420 demissões e acontecerá até 19 de agosto. As unidades de Marília e São Bernardo do Campo operam sob direção da General Mills desde 2012.

No Brasil, ela ainda tem fábricas em Cambará (SP), Nova Prata (RS), Paranavaí (PR) e Pouso Alegre (MG).

Dona de marcas como Häagen-Dazs, Nature Valley e Yoki, a empresa também anunciou que irá deixar de fabricar alguns produtos na planta de Nanjing, na China, o que irá gerar o corte de 400 vagas.

Os fechamentos no Brasil e na China irão custar cerca de US$ 42 milhões para a companhia. Desses, US$ 8 milhões são relativos às demissões dos funcionários e US$ 33 milhões à perda do valor das fábricas.

Em 2017, a empresa irá vender a planta de Martel, em Ohio, nos Estados Unidos, que produz alimentos pré-preparados para o segmento de lojas de conveniência. A venda foi fechada por US$ 18 milhões e irá afetar 180 funcionários.

Outra medida é o fechamento da unidade de produção em New Jersey, nos Estados Unidos, que ainda depende de negociações com sindicatos e está prevista para 2018. O objetivo é reduzir o excesso de capacidade de produção de sopas no varejo do país.

A ação irá cortar 370 postos de trabalho e gerar US$ 18 milhões em despesas trabalhistas, além de perdas de US$ 34 milhões em valor de ativos.
A empresa, que tinha 59 fábricas em operação em maio de 2016, registrou faturamento de US$ 16,56 bilhões no ano fiscal de 2016, concluído em 29 de maio. O número é 6,1% menor do que no ano anterior. 

Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário