Este espaço é seu anuncie aqui! 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Roberto dos Ônibus.

Roberto dos Ônibus.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH.

Casa do Côco.

Casa do Côco.
Rua Melo PeIxoto, 79 CeNtro Garanhuns PE

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

King Lanternagem e Pintura.

King Lanternagem e Pintura.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Festival de Inverno de Garanhuns celebra a diversidade cultural do povo brasileiro

Festival de Inverno de Garanhuns celebra a diversidade cultural do povo brasileiro

Atrações de todas as linguagens da arte e da cultura ocupam 22 polos. Ações especiais contribuem para que cada vez mais pessoas vivam o festival. 




Vai começar mais uma temporada de inverno e muita cultura em Pernambuco. De 21 a 30 de julho, o 26º Festival de Inverno de Garanhuns movimenta o Agreste com uma intensa agenda de difusão e formação nas mais diversas linguagens artístico-culturais. Realizado pelo Governo de Pernambuco (Secult-PE e Fundarpe) e contando com as parcerias da Prefeitura de Garanhuns, da Cepe Editora, do SESC e do SEBRAE, o FIG é o maior festival do estado. Este ano, presta homenagem ao mestre de todos os ritmos, o percussionista Naná Vasconcelos, símbolo eterno da diversidade e da riqueza cultural da nossa gente.

“Chegamos à 26ª edição do FIG com ainda mais certeza de que este é um momento ímpar de celebração da nossa arte e da nossa cultura. Uma oportunidade imperdível para trocas culturais, um intenso e democrático mergulho nos diferentes modos de fazer cultura em nosso tempo”, convida Marcelino Granja, Secretário de Cultura de Pernambuco.

Do forró à música erudita, da cultura popular à atração reconhecida em todo o país, o FIG 2016 reafirma seu compromisso com a promoção dos artistas nacionais, com destaque para a inquestionável riqueza da produção cultural nordestina. Para Márcia Souto, Presidente da Fundarpe, “a programação reflete a pluralidade de ritmos e expressões que ajudam a formar a identidade do povo brasileiro; e também revela a qualidade técnica e o mérito artístico dos nossos fazedores de cultura”.

Além de shows musicais, milhares de pessoas terão acesso gratuito a mostras de Cinema, Fotografia e Artes Visuais; ações de Design, Moda, Artesanato e Literatura; espetáculos de Circo, Dança e Teatro; apresentações de Cultura Popular; e a uma vasta programação de Formação Cultural, como oficinas e rodas de diálogo. A valorização do Patrimônio Cultural pernambucano, dos saberes de Povos Tradicionais e o enlace entre Cultura & Educação também figuram como eixos centrais do 26º Festival de Inverno.

“Como uma ode à diversidade que impera na cultura brasileira, a programação do FIG revela um exercício curatorial que considerou a riqueza cultural nordestina; a influência das manifestações tradicionais no fazer artístico; o papel do negro e da mulher na arte; e a urgência de iniciativas que ampliem o acesso de cada vez mais pessoas a shows, espetáculos e mostras artísticas”, destaca André Brasileiro, coordenador executivo do Festival.

HOMENAGEM A NANÁ VASCONCELOS

A dedicação de Naná às artes e seu empenho em revelar ao mundo toda a força da nossa cultura inspiram o FIG 2016. São qualidades que se refletem numa programação diversa, plural, que amplia diálogos entre tradição e novidade, do jeito que Naná sempre estimulou.

Marcando a abertura oficial do FIG (quinta, 21/7), o Grupo Voz Nagô, o músico Zé Manoel e a intérprete Virgínia Rodrigues vão cantar para Naná na Catedral de Santo Antônio. O Concerto Afro-nordestino contará com a presença do Governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

Já na noite do sábado (23), todo o público da Praça Mestre Dominguinhos vai poder reverenciar o percussionista – único brasileiro vencedor de 8 prêmios Grammy - falecido no último 9 de março. É que Zeca Baleiro e Paulo Lepetit vão apresentar, pela primeira vez em Pernambuco, o projeto Café no Bule, uma verdadeira mistura de aromas musicais e sonoridades brasileiras - uma das últimas ‘invenções’ e parcerias artísticas de Naná.

POLOS OFICIAIS

A programação vai se espalhar novamente por toda a Garanhuns, ocupando os 20 polos oficiais e também ruas e praças, por meio de intervenções e atividades descentralizadas.

> PALCO MESTRE DOMINGUINHOS

Local do maior palco do festival, a Praça Mestre Dominguinhos (antiga Guadalajara) será tomada por um público diverso, durante nove dias de shows. Os destaques do primeiro fim de semana são grandes intérpretes e compositoras da música brasileira: Elza Soares, Gal Costa, Karina Buhr, Larissa Luz e Elba Ramalho. Mantendo o pique da programação, também se apresentam por lá artistas e grupos admirados em todo o país, como os pernambucanos Alceu ValençaOttoSantannaSiba Maciel Melo; as bandas Nação Zumbi e Academia da Berlinda; e as cantoras Roberta Sá e Margareth Menezes. Encerrando a programação no sábado (30), sobem ao palco a caruaruense Fulô de Mandacaru e uma referência da música pop nacional, a banda Biquini Cavadão.

> PALCO POP

Uma apurada seleção de música contemporânea - com recorte para a cena autoral nordestina - é o que o público do festival vai encontrar nesta edição do Palco Pop. Do rap da Combo X ao reggae da N’Zambi, passando pela excelência de intérpretes e compositores como Geraldo MaiaSandyalê, Nuria Mallena, Mônica FeijóValdir Santos, Zeca Viana e Erasto Vasconcelos, o polo recebe as mais diversas sonoridades, em cinco dias de programação.  O rock das bandas Volver e Plutão Já Foi Planeta, além do hardcore da Saga HC e Diablo Motor também estão confirmados no palco, agora em novo local, bem próximo à Rodoviária (atrás do Parque Euclides Dourado).

> PALCO FORRÓ

O ritmo mais nordestino que existe segue merecendo um palco dedicado a perpetuar o legado de mestres como Dominguinhos e Luiz Gonzaga. Serão cinco madrugadas de shows, aquecendo Garanhuns com o melhor do nosso forró cantado e dançado por atrações como Gennaro, Derico Alves, Bia Marinho, Beto HortisPetrúcio Amorim, Walkiria Mendes, Maria da Paz, Irah Caldeira e Liv Moraes.

> PALCO INSTRUMENTAL

Um dos pontos turísticos mais charmosos de Garanhuns, o Parque Ruber Van Der Linden (Pau Pombo), acolhe novamente o Palco Instrumental. A programação oferece uma excelente miscelânea do gênero, contemplando artistas e grupos de outros estados nordestinos, como o Ceará, representado pelo grupo Murmurando e o músico Cainã Cavalcante; a Paraíba, de onde vem o grupo Burro Morto; e o Rio Grande do Norte, com o Candeeiro Jazz. Entre as atrações pernambucanas, destaque para Vitor Araújo, Gilú AmaralBozó Sete Cordas, Daniel Podsk, Orquestra Pernambucana de ChoroBanda Kalouv, Wassab e o projeto Guitarras do Nordeste.

> PALCO DE CULTURA POPULAR

Cerca de 60 atrações de diversos municípios pernambucanos vão animar oito dias de programação no Palco de Cultura Popular. São mestres e grupos representantes das mais variadas expressões, como Reisado, Cavalo Marinho, Maracatu, Ciranda, Quadrilha, Coco, Afoxé, Samba, Caboclinho, Pífano e Boi. Entre eles, Patrimônios Vivos de Pernambuco.

> MÚSICA NA CATEDRAL

A Igreja de Santo Antônio recebe, em mais uma edição do FIG, uma programação musical de rara beleza, sob a curadoria do XII Virtuosi na Serra e do Conservatório Pernambucano de Música (CPM). No domingo (24), a programação do Virtuosi presta uma bela homenagem a Naná Vasconcelos. Já na programação do COM no FIG, os grupos SaGRAMAPau Brasil e a cantora Mônica Salmaso são alguns destaques.

> CASA GALERIA GALPÃO

Tradicional polo das Artes Visuais, do Design e da Moda no FIG, a Casa Galeria Galpão incorpora também nesta edição uma Mostra de Teatro Alternativo.

De 24 a 30 de julho, o público terá acesso a seis ações de artes visuais. Entre elas, a exposição ‘Cavani Rosas vai ao Cinema’, que reúne desenhos, cenários e storyboards feitos pelo artista pernambucano para filmes de animação. Seis projetos de design e moda, e ainda cinco exposições fotográficas ocupam a Casa.

De 25 a 30 de julho, sempre a partir das 21h, a Galeria vai se transformar em palco para seis espetáculos de teatro adulto, com a Mostra de Teatro Alternativo. Entre eles, 4x Hilda (Duas Companhias/PE) e Acontece enquanto você não quer ver (Cena OFF/PE).

> PRAÇA DA PALAVRA

Recitais, lançamentos de livros, contação de histórias, intervenções poéticas e debates estão na programação do polo de Literatura do FIG 2016, que conta com a parceria da Cepe Editora e do SESC. Entre os destaques da Praça da Palavra, grandes escritores pernambucanos, como Ronaldo Coreia de BritoChico PedrosaRaimundo Carrero e o garanhuense Mário Rodrigues, vencedor do mais recente Prêmio Sesc de Literatura. A performance poético-musical do grupo P.I.V.a. - Poesia Incendiária Valvulada, formado pelo poeta José Juva e pelos músicos Muta, Tiago West, Leo Vila Nova, Rama Om e Glauco César II, encerra a programação no sábado (30).

> TEATRO LUIZ SOUTO DOURADO

Doze espetáculos de dança, de teatro adulto e infantil vão ocupar o palco do Teatro Luiz Souto Dourado já a partir da quinta-feira (21). A programação é um importante retrato da cena contemporânea em diversos estados do Nordeste. Do Ceará, chegam o Grupo Ninho de Teatro (Avental todo sujo de ovo) e a Inquieta Companhia de Teatros, com o infantil Esconderijo dos Gigantes. Do Rio Grande do Norte, vem a Associação Giradança, com o ‘Dança que ninguém quer ver’, uma obra coreografada por bailarinos com deficiência ou que não se encaixam no ‘padrão’ físico da profissão. O ator Fábio Vidal (Território Sirius/BA) encena Joelma e, da Paraíba, a Associação Amigos do Teatro Municipal Severino Cabral apresenta os espetáculos de dança A Feira e Frestas, Fôlego e Pele. Artistas e companhias pernambucanas também são destaques, como o Grupo Magiltuth (O Ano em que Sonhamos Perigosamente); a atriz Hilda Torres, com ‘Soledad – A Terra é fogo sob nossos pés’; e o Bacnaré - Balé de Cultura Negra do Recife, que em 2016 comemora 30 anos de atividades.

> CIRCO

A lona de circo mais querida do Agreste está confirmada no FIG 2016. O local deste ano é o Parque Euclides Dourado, reforçando a vocação do polo para a diversão em família. Do sábado (23) ao sábado (30), sempre às 16h, há sempre uma boa programação gratuita, que privilegia a tradição circense, sem deixar de abrir espaço para artistas contemporâneos. Entre as atrações, destaque para o Circo Alves, a Família Vidal (Disney Circo) e o American Circo (PB). Ações de rua integram a programação circense, como o espetáculo Combo, da Tropa Trupe (RN).

> CINEMA ELDORADO

Treze filmes pernambucanos, nacionais e estrangeiros entram em cartaz na cidade com a chegada da 12ª Mostra de Cinema do FIG. Entre eles, ‘A Luneta do Tempo’, de Alceu Valença;  a animação brasileira indicada ao Oscar ‘O Menino e o Mundo’, de Alê Abreu; e o recém-lançado longa da cineasta Anna Muylaerte, ‘Mãe só há uma’. Algumas sessões contarão com a presença dos diretores, que vão conversar com o público. O debate com Alceu, por exemplo, acontece na quarta (27). Exibições com audiodescrição e LIBRAS, além da sessão especial Horror Brasileiro Contemporâneo, complementam a programação.

> OUTRAS PALAVRAS

A Câmara de Vereadores de Garanhuns e a Escola Instituto Presbiteriano vão receber ações de integração entre Cultura & Educação. Exibições de vídeo realizado por estudantes, diálogos com escritores, apresentações de patrimônios vivos, conversas com artistas e entrega de kits literários para as bibliotecas da região integram a programação especial.

> FORMAÇÃO CULTURAL

Trinta e sete oficinas culturais estão com mais de 700 vagas abertas. São oportunidades em todas as áreas culturais, como Artesanato, Audiovisual, Música, Fotografia e Design. As inscrições devem ser realizadas na Secretaria de Cultura de Garanhuns a partir da segunda-feira, 18/7.

> ESPAÇO DO PATRIMÔNIO

Instalado no Parque Euclides Dourado, o Espaço do Patrimônio oferece, de 23 a 30 de julho, uma Exposição sobre Patrimônios Culturais Imateriais do Brasil em Pernambuco, além dos patrimônios materiais de Garanhuns. A visitação é gratuita, das 14h às 22h.

> CASARÃO DOS PONTOS DE CULTURA

Em sua sexta edição, o polo de debates e apresentações culturais protagonizadas por integrantes de Pontos de Cultura no estado oferece este ano nove minicursos gratuitos.

> PALCO DOS PONTOS

De 27 a 29 de julho, a programação se espalha também pelo Parque Euclides Dourado, que recebe atrações como o Yaathê Thudia, do Ponto de Cultura Indígena Fulni-ô; e o Cortejo de Maracatu do Aurora Cultural.

> CASTAINHO

Oficinas, apresentações culturais da tradição quilombola e ainda uma série de espetáculos cênicos chegam à comunidade do Castainho com o FIG 2016. As atividades de formação são especialmente direcionadas aos moradores das diversas comunidades quilombolas do Agreste, abordando estratégias de preservação dos saberes e das manifestações tradicionais.

> CAFÉ EM PASÁRGADA NO FIG

De 25 a 30 de junho, uma cafeteria em Heliópolis vai se transformar em espaço para recitais livres, com microfone aberto. A ação especial ‘Café em Pasárgada’ vai contar com a participação dos atores Carlos Mesquita, Julierme Galindo e Duvinnie Pessoa.

> SESC NO FIG

Importante parceiro do FIG, o SESC abriga este ano a exposição Imaginação à deriva, do artista plástico pernambucano Daniel Santiago; além de colaborar com a programação de espaços como a Praça da Palavra.

> ARMAZÉM DA ARTE E NEGÓCIOS / SEBRAE

A riqueza do artesanato pernambucano também tem seu lugar no FIG. Em mais uma edição, o polo vai acolher artesãos de diversas regiões do estado, exibindo e comercializando produções que encantam, cada vez mais, os frequentadores do Parque Euclides Dourado.

> ESPAÇO MAMULENGO

O Parque Euclides Dourado será novamente ocupado por mestres e grupos que mantém vivo um patrimônio imaterial brasileiro, o Mamulengo.
> SOM NA RURAL
A caravana musical itinerante pilotada por Roger de Renor marca presença mais uma vez no FIG. Este ano, a Rural vai estacionar no Parque Euclides Dourado, oferecendo de 23 a 30/7, shows de artistas e grupos pernambucanos representantes dos mais diversos gêneros musicais. O Coco de Umbigada, a Banda Dirimbó e a cantora Aninha Martins são algumas das atrações confirmadas.

> AÇÕES DESCENTRALIZADAS

Sessões de cinema a céu aberto em comunidades e distritos rurais (Cinema na Estrada); uma série de intervenções teatrais pelas ruas e praças de Garanhuns; recitais poéticos de porta em porta; e ainda uma Caminhada do Patrimônio, que percorre edificações históricas da cidade são alguns exemplos de ações especiais que integram a programação oficial do FIG 2016.

> APLICATIVO OFICIAL

Pelo segundo ano consecutivo, o aplicativo oficial do FIG foi desenvolvido por um grupo de estudantes da Escola Técnica Estadual Maria José Vasconcelos, na cidade de Bezerros. A decisão reconhece o esforço de professores e estudantes da rede pública, ao mesmo tempo em que inspira novas ações articuladas entre as políticas de Cultura e Educação. Prestigie! O aplicativo FIG 2016 Oficial já está disponível na Play Store (Android). Nas demais plataformas, o app pode ser baixado em app.vc/fig2016.oficial




Da ASSESSORIA DE IMPRENSA SECULT/PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário