Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8164-4420 Whatsapp: (87)9.9962-6354

Casa do Côco.

Casa do Côco.

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Pressão Total Utilidades

Pressão Total Utilidades

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

King Lanternagem e Pintura.

King Lanternagem e Pintura.

segunda-feira, 20 de março de 2017

CASO BEATRIZ: Procurador Geral de Justiça de Pernambuco reforça apoio à investigação.


O procurador-geral de Justiça Francisco Dirceu Barros reforçou todo o empenho do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) nas investigações sobre o assassinato da menina Beatriz Angélica Mota Ferreira da Silva, 7 anos, morta em dezembro de 2015, na escola em que estudava, em Petrolina, no Sertão de São Francisco. Francisco Dirceu se reuniu com os pais de Beatriz, Lucinha Mota e Sandro Romilton, acompanhado dos promotores de Justiça que formam a força-tarefa do MPPE nas investigações.

Francisco Dirceu ouviu dos promotores detalhes sobre o caso, que teve o que o Ministério Público considera uma evolução nos últimos tempos, culminando com a divulgação, por parte da Polícia Civil, das imagens de um homem considerado o principal suspeito do crime, que chocou o País. Além disso, o procurador-geral de Justiça também explicou aos pais de Beatriz o esforço do MPPE em solucionar o caso.

“Atuei como promotor criminal por 17 anos, mas não posso mensurar a dor que vocês estão sentindo. O que posso dizer é que o Ministério Público de Pernambuco não está medindo esforços para que cheguemos a uma solução positiva do caso, que é com o culpado na cadeia e condenado pelo crime”, afirmou Francisco Dirceu.

A promotora coordenadora do grupo de trabalho, Rosane Cavalcanti destacou que a investigação está em uma fase muito importante da investigação. “Continuaremos a trabalhar porque ainda não chegamos ao nosso objetivo, que é a prisão e condenação do suspeito”, destacou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

J&N CARNES

J&N CARNES