Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8164-4420 Whatsapp: (87)9.9962-6354

Casa do Côco.

Casa do Côco.

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Pressão Total Utilidades

Pressão Total Utilidades

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

King Lanternagem e Pintura.

King Lanternagem e Pintura.

quarta-feira, 22 de março de 2017

POLÍCIA FEDERAL REALIZA A PRISÃO DE FORAGIDO DA OPERAÇÃO ESTUFA QUE FAZ PARTE DE UM ESQUEMA DE TRÁFICO DE DROGAS INTERESTADUAL ENVOLVENDO OS ESTADOS DE PE, BA, PB E RN.


A Polícia Federal em Pernambuco realizou a prisão na tarde de ontem, 22/03 por volta das 14h, de SÉRGIO JOSÉ GUEDES ALCOFORADO LIMA, 40 anos, brasileiro, solteiro, natural de Recife/PE e residente no bairro de Jardim Atlântico – Olinda/PE, o qual encontrava-se foragido desde o dia 14 de março de 2017 em virtude de não ter sido localizado em sua residência quando da deflagração da “Operação Estufa” que desarticulou uma quadrilha interestadual de traficantes de drogas.
A prisão se deu após a Polícia Federal tomar conhecimento através de investigações e levantamentos que culminou com a sua consequente localização na cidade de Camaragibe/PE. Ao saber onde o foragido encontrava-se foi montada equipes de policiais federais que se dirigiram até o local cercando um imóvel onde funcionava um salão de beleza – os federais ordenaram que ele saísse do imóvel, porém ele desobedeceu às ordens e tentou evadir-se pela porta dos fundos subindo no telhado da casa. Porém, como já havia policiais também naquele local foi imediatamente contido e trazido para a Sede da Polícia Federal onde tomou ciência do Mandado que havia em seu desfavor e logo após foi encaminhado para fazer exame de corpo de Delito para em seguida ser encaminhado para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna - onde ficará à disposição da Segunda Vara Criminal da Comarca de Paulista/PE. O preso não estava armado.

Com esta prisão até agora foi contabilizado os seguintes resultados: 12 presos, 150Kg de maconha apreendida, 20Kg de pasta base, 03 pistolas, 04 revólveres, 500g de crack, 04 veículos (Jetta, S-10 e 2 carretas), além de R$ 8.500 reais.

A OPERAÇÃO ESTUFA:

Foi deflagrada no dia 14/03/2017 objetivando o desmantelamento de uma organização criminosa de tráfico de drogas interestadual com projeção nos estados de PE, BA, PB e RN que atuava como atacadista, adquirindo grandes quantidades de droga diretamente dos produtores, transportando-as ocultadas em caminhões de frete de cargas lícitas, para seus depósitos. No curso do processo de distribuição, os fardos eram separados e a droga vendida aos distribuidores locais, para criminosos de pernambucano e de estados próximos. 

Os destinatários da substância ilícita são traficantes que dominam os principais pontos de venda na região metropolitana do Recife/PE, em especial Município de Paulista, inclusive detentos, além de traficantes de outros estados da Região Nordeste. Durante as investigações dessa quadrilha que teve início setembro de 2016 foram feitas 3 prisões em flagrantes, 06 (seis) narcotraficantes presos, mais de 2 toneladas de maconha apreendidas, R$ 32 mil reais em espécie apreendidos, além de 06 (seis) veículos apreendidos, entre os quais um caminhão.

Participaram da operação cerca de 90 (noventa) policiais federais de Pernambuco, Paraíba e Alagoas além do apoio operacional de 11 (onze) Policiais Militares do BEPI – Batalhão de Polícia Especializada do Interior onde foram cumpridos: 15 (QUINZE) MANDADOS DE PRISÃO PREVENTIVA, 21 (VINTE E UM) MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO, 05 (CINCO) MANDADOS DE CONDUÇÃO COERCITIVA

Os integrantes da Organização Criminosa serão responsabilizados criminalmente pela prática dos crimes contido nos artigos 33 e 35 da Lei 11.343/06 – (tráfico e associação – penas de 5 a 30 anos de reclusão) combinado o com o artigo 1º da Lei 9.613/98 com redação dada pela Lei 12.683/12 (lavagem de Dinheiro – pena de 3 a 10 anos de reclusão) e artigo 2º da Lei 12.850/13 (Organização Criminosa – pena de 3 a 8 anos de reclusão) e caso sejam condenados, as penas somadas, podem ultrapassam os 45 anos de reclusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

J&N CARNES

J&N CARNES