Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8164-4420 Whatsapp: (87)9.9962-6354

Local do Som Equipadora e Auto Center.

Local do Som  Equipadora e Auto Center.

Casa do Côco.

Casa do Côco.

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Cursos de Confeitaria com Profissionais Renomados Clique na Imagem e faça sua inscrição.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

King Lanternagem e Pintura.

King Lanternagem e Pintura.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Público recorde, movimentação econômica e atrações de peso conferem sucesso ao IV Viva Dominguinhos 2017 em Garanhuns/PE.


O Viva Dominguinhos fez o que parece quase impossível nas noites de abril de Garanhuns, no Agreste. O forró que ecoou entre um público que lotou a Praça Mestre Dominguinhos conseguiu esquentar as três noites de festa, mesmo quando os termômetros chegaram a marcar 17°C. O ritmo autêntico que permeou toda a carreira artística do homenageado deu conta de abrir os festejos juninos em Pernambuco. 
E tinha gente dançando junto ou sozinho, curtindo cada canção histórica ou inédita. Foram contabilizadas, segundo a Polícia Militar, mais de 155 mil pessoas no principal polo, na Praça Cultural Mestre Dominguinhos.
Desde a quinta-feira (20), foram mais de 25 shows gratuitos, de dia e de noite, com estrelas locais e nacionais do forró tradicional. Entre as atrações desta edição, a banda Fulô de Mandacaru, Falamansa, Cantoria Agreste, Alcymar Monteiro, Cezzinha, Os Notatos, Nádia Maia e Targino Gondim, Flávio José e muito mais. Os garanhuenses Kiara Ribeiro, Mourinha do Forró e Andréia Amorim, entre outros nomes a exemplo de Valdir Marino, Rogério  Diniz e Nando Azevedo deram a contribuição de talento da terra na programação. 
Durante os shows, todos os artistas – selecionados através de convocatórias – homenagearam em trechos de seus repertórios a obra deixada por Dominguinhos, um ilustre garanhuense defensor e ícone da música nordestina. 
Assim, diariamente, milhares de pessoas se reuniam em torno dos palcos, montados na Praça Cultural Mestre Dominguinhos e no Espaço Colunata, para dançar, cantar e se divertir ao som de muito pé-de-serra, xote, baião e xaxado.
O cantor Flávio José colocou todos para dançar ao som de consagradas composições, como “Caboclo Sonhador”, “Tareco e Mariola” e “Caia por Cima de Mim”. O artista ressaltou  a importância de promover uma festa que valoriza a cultura local. “Eu vejo como uma importância muito grande a realização desta festa. Além de se estar homenageando Dominguinhos e mantendo viva a história dele, a cultura está se movimentando. O povo gosta de valorizar o que é da terra. 
Só tenho a agradecer por ter sido chamado mais uma vez para tocar nesse grande evento”, finalizou.
O forró tomou conta do clima da cidade também pelos shows realizados no espaço colunata que começavam o arrasta-pé desde cedo durante dois dias. 
A aposentada Luiza Torres, 62 anos, veio pela primeira vez ao Viva Dominguinhos, diretamente de Campina Grande (PB) e trouxe toda a família. “Estou muito encantada com a cidade e com o evento, pretendo vir todo ano agora, e trazer mais gente para conhecer essa maravilha. São 11h da manhã e já tem forró”, comentou a aposentada.
A tradicional Caminhada do Forró desfilou cultura na manhã do sábado (22), saindo do Praça Souto Filho – área da Fonte Luminosa, e seguindo para o Palco Colunata, na Avenida Santo Antônio. Bacamarteiros, integrantes de reisados e forrozeiros se juntaram ao grande público que já estava assistindo aos shows. A folia ficou por conta da Associação dos Bacamarteiros de São João, banda de pífanos Esquenta Mulher, de Lajedo (PE); Reisados Unidos com Alegria; Xaxado do Caluête e Messias e Morena Forrozeira.
O Viva Dominguinhos é realizado pela Prefeitura de Garanhuns, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura e conta com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMSTT). Outras pastas que fazem parte do evento são a Secretaria de Saúde, através da Vigilância Sanitária e SAMU, Secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social, Infraestrutura, Comunicação Social.

ECONOMIA - Além dos dois polos, a estrutura montada para o evento contou ainda com espaço para o artesanato e para a cultura local. No Parque Euclides Dourado a Associação Feira e Artes e a Feira no Parque  comercializaram, juntas, artesanato, plantas e gastronomia aos visitantes. Entre os itens vendidos estavam trabalhos manuais, camisetas em grafite, objetos de decoração e bonsais.
Na Praça Mestre Dominguinhos, a gastronomia ofertada no Viva Dominguinhos esteve tão deliciosa quanto cada atração que subiu aos palcos. 
Os cardápios sempre têm um tempero nordestino, mas também disponibilizaram outros pratos a exemplo de espetinhos doces e salgados, coquetel de frutas e caldinhos. Estreante no Viva, a empresária Amanda Aciole apostou na macaxeira em diversos pratos, até mesmo na lasanha. “Esta é nossa primeira vez, mas temos ótimos resultados. Oferecemos ainda bolo de noiva com a receita original e bolo no cone. É importante ter diversidade, além de oferecer um sabor único”, disse.

O faturamento de diversos setores de Garanhuns, no período que compreende a realização do IV Viva Dominguinhos, apresentou números positivos quando compara-se o período festivo às datas corriqueiras. A rede hoteleira do município é formada por mais de 20 hotéis e pousadas que proporcionam uma gama de escolhas aos turistas de toda região, com mais de dois mil leitos disponíveis. Já os empresários do setor gastronômico que oferta uma diversidade de opções aos consumidores – entre lanchonetes, bares, e restaurantes de comidas típicas regionais, receberam um grande fluxo que aqueceu a economia local. “Nosso movimento já é bom em dias normais, mas em períodos de eventos cresce consideravelmente, este ano acho que chegamos à casa dos 70%. Além de turistas também recebemos famosos, o próprio Cezzinha veio comer aqui durante o festival”, afirmou a gerente Elielma Barbosa.
De acordo com a Secretaria de Turismo e Cultura, os hotéis chegaram a registrar, em média, 95% de ocupação, bem como a rede de bares e restaurantes também obteve aumento  de 40% no volume de vendas em decorrência do evento. “O Viva Dominguinhos já nasceu grande e temos orgulho em fazer esse evento cada vez melhor. Além da movimentação econômica evidente, que beneficia a cidade como um todo, promovemos a valorização cultural e reforçamos do legado de Dominguinhos em Garanhuns”, afirma a secretária de Turismo e Cultura, Neile Barros.
Para o prefeito do município, Izaías Régis, Tanto sucesso demonstra apenas que a cultura nordestina precisa ser evidenciada. Mostramos aqui em Garanhuns que é possível fazer um grande evento com forró de qualidade. A cultura vende sim, o povo gosta e é por isso que o Viva Dominguinhos cresce a cada ano”, declarou.
TROFÉU - Ainda dentro da programação do IV Viva Dominguinhos, o prefeito Izaías Régis fez a entrega do Troféu Viva Dominguinhos a amigos de Dominguinhos e pessoas que representam ou ajudam a divulgar o forró nordestino. A premiação que foi criada pelo historiador Antônio Vilela em 2015,  é realizada pelo Governo Municipal de Garanhuns, por meio da Secretaria de Comunicação Social. Neste ano, cinco pessoas foram escolhidas para serem homenageadas. O radialista Iran Pessoa, apresentador do programa Toadas e Sertanejas há 39 anos; o fundador do grupo Quinteto Violado, Marcelo Melo, responsável pela divulgação da música nordestina em todo o país, quando lançou o primeiro álbum do grupo, há 45 anos atrás; o guitarrista, violonista e compositor de Garanhuns, João Netto; o historiador Hélio Diógenes, criador do fã clube “Eterno Cantador”, que homenageia o Rei do Baião, Luiz Gonzaga; e o cantor Flávio José, um dos principais representantes do autêntico forró nordestino e amigo do Mestre Dominguinhos.
OUTRAS INTERVENÇÕES - Ainda no contexto no Viva Dominguinhos, a Secretaria de Turismo e Cultura, junto à Secretaria de Educação, levou até o ambiente escolar o projeto Desmistificando a Sanfona. Durante cinco dias, 250 crianças, em média, tiveram acesso aos princípios da sanfona, o histórico do instrumento e quais os principais tipos de músicas que a utilizam como base.
A arte de Dominguinhos também foi a base para uma obra de arte com técnicas de grafite e pincel e 100 metros de comprimento. O artista plástico garanhuense Rubens Costa pintou no muro do Hotel Tavares Correia, um dos mais tradicionais da região, ícones que fazem referência a carreira do músico. Zabumba, triângulo, sanfona, balões juninos e imagens de Luiz Gonzaga e do próprio Dominguinhos foram retratadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420