Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8164-4420 Whatsapp: (87)9.9962-6354

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Eletrônica Pc Games

Eletrônica Pc Games
Pop-shop Garanhuns

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

quinta-feira, 29 de março de 2018

Júri popular dos Canibais de Garanhuns pode ser adiado


Previsto para o dia 26 de abril deste ano, o julgamento do trio que ficou conhecido como “Canibais de Garanhuns” pode ser adiado. Isso porque a defesa de Isabel Cristina Torreão Pires, uma das acusadas de esquartejar mulheres e comer os restos mortais, solicitou o desaforamento do júri popular para outro município de Pernambuco. Um dos motivos seria a comoção do caso em Garanhuns, no Agreste, onde ocorreram os crimes. A defesa teme que isso possa influenciar a decisão dos sete jurados, que vão julgar os réus pelos homicídios de duas mulheres em 2012.
Além de Isabel, Jorge Beltrão Negromonte da Silveira (considerado o mentor dos crimes) e Bruna Cristina Oliveira da Silva respondem por duplo homicídio triplamente qualificado, ocultação e vilipêndio de cadáver de Alexandra Falcão, 20 anos, e de Giselly Helena, 31. Os crimes foram registrados em Garanhuns.
De acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o pedido de desaforamento foi encaminhado ao Ministério Público, que vai dar um parecer se concorda ou não com a mudança. “Com o retorno dos autos à Câmara Regional de Caruaru, onde o desaforamento será julgado, ainda haverá parecer do Ministério Público no 2º Grau. Em seguida, o pedido é encaminhado para julgamento. Devido ao trâmite obrigatório, ainda não há previsão de quando a decisão vai ocorrer”, informou, em nota, o TJPE.
Essa é a segunda vez em que os canibais vão a júri popular. Em 2014, Jorge, Bruna e Isabel foram condenados pela primeira vez pelo homicídio quadruplamente qualificado da Jéssica Camila da Silva Pereira, de 17 anos, em Olinda. Essa teria sido a primeira vítima do trio. Jorge pegou a maior pena: 23 anos de reclusão. Isabel e Bruna pegaram 20 anos de prisão cada uma.
RELEMBRE O CASO
Segundo as investigações da Polícia Civil de Pernambuco, as vítimas eram atraídas com promessas de emprego de babá e chegaram a morar com os réus. Elas foram assassinadas a facadas, depois tiveram os corpos esquartejados. O trio ainda confirmou que praticava canibalismo. Em depoimento à polícia, gravado e disponível na internet, Isabel ainda disse que os restos mortais teriam sido usados em salgados, como coxinhas e empadas, vendidos em Garanhuns.
Os acusados alegaram que os crimes faziam parte da proposta de uma seita chamada Cartel, que tinha por objetivo diminuir a densidade demográfica. Para isso, deveriam exterminar mulheres que tivessem filhos, mas sem condições de criá-los. A seita foi criada por Jorge.
Os Canibais de Garanhuns foram presos em 2012, após a polícia descobrir que eles estavam usando os cartões de crédito de uma das vítimas. Quando chegaram à casa deles, uma criança – filha de Jéssica – apontou para o quintal e disse que ali estavam os corpos das vítimas.
Atualmente, Jorge Negromonte está preso na Penitenciária Professor Barreto Campelo, em Itamaracá. Bruna Cristina e Izabel Pires estão presas na Colônia Penal Feminina de Buíque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

J&N CARNES

J&N CARNES