Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8164-4420 Whatsapp: (87)9.9962-6354

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Eletrônica Pc Games

Eletrônica Pc Games
Pop-shop Garanhuns

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

quarta-feira, 13 de junho de 2018

A cada 6 horas, uma pessoa morre de acidente de moto em PE


Dados do Cepam mostram que número total de acidentes em 2017 representou R$ 1,1 bilhão em gastos públicos com saúde


Um levantamento do Comitê Estadual de Prevenção aos 
Acidentes de Moto (Cepam) revelou que a cada 6 horas uma pessoa morre vítima de acidente de motocicletas em Pernambuco.

A pesquisa também aponta que 11% de todos os atendimentos por acidentes com motocicletas realizados na maior emergência da capital pernambucana, o Hospital da Restauração (HR), acabam com a vítima perdendo o pé por amputação ou mesmo o movimento das pernas, com, no mínimo, uma paraplegia.

O alarme foi dado pelo médico cirurgião Hélio Calábria, do Cepam, durante audiência pública proposta pelo vereador Rodrigo Coutinho (SD). Segundo o levantamento, o número total de acidentes em 2017 excedeu os 31 mil casos e representou nada menos que R$ 1,1 bilhão em gastos públicos com saúde.

"Recife precisa encarar esse problema de frente, como uma questão de saúde pública, não só de trânsito, envolvendo educação e conscientização. É preciso reduzir esse número de acidentes para que os hospitais possam se voltar a outros problemas, não tão evitáveis", argumenta o vereador Dos mais de 31 mil casos de acidentes registrados no ano passado, 25% dos condutores não usavam capacete e 55% sequer possuíam habilitação. "Se temos a maior emergência pública do estado com metade dos leitos ocupados por acidentes de motos, temos uma epidemia", defende o médico cirurgião do comitê, Hélio Calábria.

Segundo dados do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), as motocicletas representam 27% da frota, mas 75% das indenizações por morte ou invalidez. Outro dado levantado é que 42% dos acidentes são concentrados nos finais de semana.

Para a presidente da CTTU, Taciana Ferreira, o problema é delicado, mas exige mais do que apenas a fiscalização que muito se cobra da autarquia. "Não se pode ter uma ação, mas um conjunto de ações, em que se destaca a educação. E esse esforço vem sendo feito, junto à fiscalização. Tanto que os acidentes com motos já chegaram a ser 70% do total e hoje é de 31%", afirma  

Ne10




Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

J&N CARNES

J&N CARNES