Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8812-6217 WhatsApp

Clique na imagem para efetuar sua compra.

PRIME RASTREAMENTO E PROTEÇÃO AUTOMOTIVA

PRIME RASTREAMENTO E PROTEÇÃO AUTOMOTIVA

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

sexta-feira, 1 de março de 2019

LUIZINHO ROLDÃO: Prefeitura deve se preocupar com o tribunal de contas do Estado e a justiça e não comigo


Luizinho Roldão, servidor público, gravou um vídeo, fazendo considerações sobre o uso irregular de recursos do Fundef/Fundeb por parte da prefeitura.

A fala, divulgada no Facebook e grupos de WhatsApp teve ampla repercussão em Garanhuns e todas as cidades da região.

Somente no perfil do face de um garanhuense, o vídeo foi compartilhado, até agora pela manhã por 328 pessoas, afora mais de 570 curtidas, quase uma centena de comentários e mais de 23.109 pessoas alcançadas.

Depois de tanta repercussão, começou a circular nas redes sociais um texto, numa linha oficial, tentando desqualificar Luizinho Roldão.

Sem citar nome, o referido texto fala em “fake News” e assegura que o prefeito Izaías Régis não é responsável por uso ilegal de dinheiro do Fundo da Educação e não foi feito nenhum julgamento definitivo da questão pelo Tribunal de Contas do Estado.

Dois blogs de Garanhuns resolveram noticiar esses fatos, tomando partido a favor da prefeitura.

Jornalista Carlos Eugênio, que além de blogueiro é Secretário de Esportes e Juventude, publicou o texto oficial, dizendo que o mesmo é assinado pela Procuradoria Jurídica da Prefeitura, mas sem mencionar a quem é direcionado.

Já o blogueiro Gidi Santos, publica a mesma nota e diz com todas as letras que a mesma é uma resposta ao vídeo de Luizinho Roldão. “Algumas considerações feitas pelo blogueiro terão de ser provadas”, avisou Luizinho.

Em contato conosco, Luizinho Roldão esclareceu que todo o conteúdo do vídeo foi baseado num documento do Tribunal de Contas de Pernambuco, que tem 114 páginas, que aponta ilegalidades na utilização de recursos do Fundo da Educação por parte da Prefeitura de Garanhuns.

“O documento do TCE responsabiliza o prefeito pelas ilegalidades, o envolvendo nos ilícitos, além de colaboradores seus, que integram o 1º Escalão do Governo”, frisou Luizinho.

Segundo ele, a nota atribuída pelos blogueiros à Procuradoria Jurídica do Município, ao considerar suas considerações um “fake News”, está na verdade considerando como falso o próprio relatório do Tribunal de Contas, órgão sério, responsável pela fiscalização da aplicação do dinheiro público em Pernambuco.

Luizinho salienta que é preciso ir a fundo nessa questão, porque os recursos em discussão pertencem aos professores, às escolas, aos alunos, aos funcionários administrativos e a todos que estão ligados à educação. E não se trata de uma quantia pequena e sim de mais de 30 milhões de reais.

“Desse total, como eu disse no meu vídeo, a inspetoria do TCE de Arcoverde não conseguiu identificar em que foram gastos um total de mais de R$ 23 milhões. Então, diante dessa realidade, dos documentos, que estão disponíveis ao público, quem está fabricando “fake News”, mentindo, distorcendo as coisas é a Prefeitura”, completou Roldão.

Luizinho revelou que está absolutamente tranquilo, pois tudo que falou foi baseado no relatório do TCE e não é ele o acusado de má utilização do dinheiro público, neste caso, dinheiro da educação, que em Garanhuns tem sido usado até para pagar guardas municipais e auxílios funerários.

“As irregularidades da gestão com relação à utilização do Fundef/Fundeb são apontadas pelo Tribunal, pelo Conselho de Fiscalização do Fundo da Educação e documentos já foram encaminhados também para o Ministério Público Federal. Mas o prefeito de Garanhuns, como sempre, tenta se eximir da sua responsabilidade, como fez quando foram levantadas as suspeitas sobre o mau uso do dinheiro para a festa no período do natal. Eu quando falo alguma coisa é baseado em informações idôneas e amparado por documentos de órgãos respeitados. O gestor, porém, sempre tenta se fazer de vítima, distorce os fatos e não assume de frente a sua defesa, numa atitude que poderia ser interpretada como covarde”, pontuou Luizinho Roldão, para quem a Justiça ainda vai punir o prefeito pelos seus erros.

Luizinho agradeceu a “imensa solidariedade recebida por parte do povo de Garanhuns”, defendeu uma política feita com civilidade e princípios, confiando que a cidade merece um governo honesto e voltado para todos os segmentos sociais. “O Governo Municipal está preocupado comigo. Mas acho que devia se preocupar na verdade com o Conselho do Fundeb, o  Tribunal de Contas, o Ministério Público e a Justiça”, concluiu.


Luizinho Roldão

01 de março de 2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217