Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8812-6217 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

Sombra Celular nesse você pode confiar

Sombra Celular  nesse você pode confiar

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

sábado, 29 de agosto de 2020

CRIME DEIXA BRASIL CHOCADO - Amiga de infância mata grávida a tijoladas e arranca bebê da barriga com estilete


G1/SC

Uma mulher grávida, de 24 anos, foi morta a tijoladas e corpo foi encontrado na manhã desta sexta-feira (28), em uma cerâmica desativada em Canelinha, na Grande Florianópolis. A suspeita é uma amiga de infância da vítima, Flávia Godinho Mafra, de 26 anos. As informações são do G1 SC.

Segundo a polícia, a amiga teria feito uma emboscada para cometer o assassinato e ficar com a recém-nascida, após cortar a barriga da vítima com estilete. Ferida, a bebê foi levada a um hospital pela suspeita e o marido. Ambos foram presos.

O delegado Paulo Alexandre Freyesleben e Silva disse que a mulher confessou o crime e que ele foi premeditado. A suspeita ainda fez uma publicação na internet comunicando o desaparecimento e pedindo ajuda para encontrar a vítima.




A bebê foi internada no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis. Segundo uma amiga da vítima, o nascimento da menina estava previsto para 22 de setembro.

Como aconteceu o crime

A vítima estava desaparecida desde a tarde de quinta-feira (27). Segundo o delegado Paulo Freisleben da Silva, ela teria sido levada até o local do crime por uma amiga.

Segundo o delegado, a suspeita disse em depoimento que engravidou no ano passado e perdeu esse bebê em janeiro, mas não comunicou aos familiares, inclusive nem teria falado para o marido, que estaria muito empolgado com a gravidez dela.


"Ela manteve a alegação da gravidez e neste período começou a cogitar o homicídio da vítima em razão da coincidências de prazos da gestação. Ontem [quinta] ela disse pra vítima que iria fazer um chá de bebê e convidou a vítima para participar", explicou Silva.

No entanto, a amiga acabou levando a vítima até a cerâmica desativada, afirmando que seria um ponto de encontro com outros convidados. No local, ela atingiu a vítima com tijoladas na cabeça, e com um estilete fez o corte na barriga para tirar o bebê do ventre da mãe, segundo a suspeita.

O estilete foi encontrado no local do crime. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) em Balneário Camboriú, no Litoral Norte.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217