Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

sábado, 12 de dezembro de 2020

Padre Robson e outros 17 se tornam réus por suspeita de desvio de dinheiro doado por fiéis

O padre Robson de Oliveira e outras 17 pessoas se tornaram réus nesta quinta-feira (10) após a juíza Placidina Pires aceitar a denúncia feita pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO). Eles são acusados dos crimes de organização criminosa, apropriação indébita, falsidade ideológica e lavagem do dinheiro ofertado por fiéis à Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). A defesa do padre Robson de Oliveira disse que “nada mudou" após o início do processo criminal no TJ-GO: "Continuamos tranquilos. Nunca houve ilegalidade". O advogado Pedro Paulo de Medeiros complementou que o TJ-GO decidiu, "por unanimidade, que não tem crime nenhum", se referindo à decisão que bloqueava a investigação, a qual está em análise no Superior Tribunal de Justiça. 

O G1 tenta contato com a defesa dos demais réus. No dia em que houve a denúncia, na última segunda-feira (7), parte deles se pronunciou (leia as defesas ao final do texto). Ao receber a denúncia, a magistrada informou que aceitou a acusação do MP-GO, principalmente, "diante da existência de elementos probatórios acerca da materialidade delitiva e indícios suficientes de autoria". Na decisão, a magistrada determinou ainda a devolução ao Ministério Público das mídias contendo o material apreendido durante a operação para a continuidade das investigações que o órgão entender necessárias. O promotor de Justiça Sandro Haldfeld explicou que os réus podem ser denunciados por outros crimes. "Agora, há um primeiro processo com relação a fatos que já estavam maduros para o oferecimento da denúncia. Existem ainda outros casos e crimes em investigação, por isso, serão oferecidas novas denúncias sobre outros fatos", esclareceu o promotor.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217