Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

MPPE pede que Sivaldo não use eventos oficiais da Codeam ou até do município para promoção pessoal a recomendação vem após suposto nepotismo com contratação de Cayo Albino

 


Uma recomendação do Ministério Público endereçada ao prefeito Sivaldo Albino pede que o gestor afaste a confusão estabelecida atualmente na Codeam acerca do que é de fato comissão e do que é consórcio. O documento foi expedido após o MPPE receber uma denúncia que questionava se não seria nepotismo a contratação de Cayo Albino como Secretário Geral da Codeam, já que seu pai é o atual presidente da entidade. 

 Questionada pelo MPPE, a Codeam informou que a entidade como "Comissão" é uma sociedade civil de Direito privado e sem fins lucrativos e que o vínculo de Cayo é de contrato de trabalho sob regime celetista, contratado pela Comissão e não pelo consórcio. Entretanto, o MPPE ao analisar os autos e acessar o site da Codeam se deparou com uma crescente dualidade. É que no portal da Codeam há uma separação de Codeam/Consórcio e Codeam/Comissão. O Consórcio seria entidade pública. Já a Comissão seria entidade privada. O MPPE, para ilustrar sua argumentação, cita uma matéria do próprio site da Codeam sobre a prestação de contas da entidade onde Cayo aparece, uma hora como secretário da comissão ( privado), e em outra em legenda como secretário do Consórcio ( público).

O MPPE também fala ao longo de toda a recomendação no risco de cometimento de improbidade administrativa originado dessa confusão de funções dentro da Codeam, mas não tece detalhes específicos sobre esse tema. O MPPE também não comenta na recomendação sobre a denúncia de nepotismo envolvendo Cayo, mas recomendou ao prefeito/presidente que dentro de 30 dias promova as seguintes mudanças.

1. adote as providências necessárias para afastar a confusão hoje existente entre o referido consórcio público e a referida entidade privada, incluindo as seguintes medidas:

a) alterações necessárias nos nomes e nas siglas das entidades; b) distinção dos endereços físico e eletrônico e dos meios de contato das entidades; c) abster-se de utilizar comunicação ou eventos oficiais de entidade pública (Codeam - Consórcio ou Município, incluindo suas autarquias), confundindo-a com entidade privada ou promovendo entidade privada ou quaisquer de seusmembros/servidores/colaboradores/contratados, procedendo inclusive à exclusão das publicações oficiais em que conste, intencionalmente ou não, essa confusão;

d) abster-se de celebrar convênio/contrato ou outros instrumentos congêneres do consórcio público com entidade privada da qual participe, observando os dispositivos da Lei de Licitações e Contratos e outros atos normativos vigentes;

2. atualize o site DO CODEAM – CONSÓRCIO, inserindo os convênios celebrados e demais informações públicas, nos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal, da Lei de Acesso à Informação e de outras normas vigentes.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217