Este espaço é seu anuncie aqui! 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Casa do Côco.

Casa do Côco.
Rua Melo PeIxoto, 79 CeNtro Garanhuns PE

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Bombardeio de rebeldes sírios em Aleppo mata 38, inclusive 14 crianças

Ao menos 38 civis, inclusive 14 crianças, morreram nesta terça-feira (15) em um bombardeio lançado por rebeldes contra setores controlados pelo regime na metrópole síria de Aleppo, segundo um novo balanço do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"Os disparos de foguetes contra bairros do governo continuam", indicou à AFP Rami Abdel Rahmane, diretor da ONG, que cita ao menos 150 feridos.

Um precedente balanço evocava 21 mortos em cinco bairros controlados pelo regime no oeste de Aleppo, a segunda maior cidade da Síria.

"Este é um dos mais graves ​​bombardeios de rebeldes em Aleppo", disse Abdel Rahman, cuja ONG conta com uma vasta rede de fontes em todo o país.

A antiga capital econômica da Síria foi devastada pela guerra e está dividida entre regime e insurgentes.

De acordo com OSDH e outras ONGs, o regime de Bashar al-Assad bombardeia diariamente os bairros controlados pelos rebeldes com barris de explosivos e mísseis, que já causaram milhares de mortes e danos consideráveis.

Por sua vez, os insurgentes disparam com frequência foguetes em áreas controladas pelo regime, causando centenas de vítimas.
O conflito na Síria, provocado pela repressão sangrenta de manifestações pacíficas contra o regime, fez mais de 240 mil mortes desde março de 2011, de acordo com OSDH.


fonte cbc news

Nenhum comentário:

Postar um comentário