Este espaço é seu anuncie aqui! 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Local do Som Equipadora e Auto Center.

Local do Som  Equipadora e Auto Center.
Garanhuuns-PE

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Roberto dos Ônibus.

Roberto dos Ônibus.

Casa do Côco.

Casa do Côco.
Rua Melo PeIxoto, 79 CeNtro Garanhuns PE

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

King Lanternagem e Pintura.

King Lanternagem e Pintura.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Assistência Social reforça atividades de combate ao trabalho infantil






A programação se estende por todo o mês de junho


Incluída na programação de intensificação de combate ao trabalho infantil da Secretaria de Assistência Social de Garanhuns, na manhã desta quinta-feira (09), foi realizada uma ação na feira livre da Avenida Oliveira Lima, no bairro Heliópolis. Com o objetivo de sensibilizar a população do município para a causa, profissionais do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e conselheiros tutelares realizaram uma abordagem social no local. Na ocasião, eram localizadas possíveis situações de exploração de crianças e adolescentes e os responsáveis eram abordados, recebendo orientações. O Dia do Combate ao Trabalho Infantil é vivenciado nacionalmente no dia 12 de junho, mas a programação vai se estender por todo o mês de junho.


A comerciante de frutas e legumes Taygliane Mirela, que hoje tem 24 anos de idade, começou a trabalhar aos nove anos de idade e explicou as consequências dessa experiência. “As coisas eram muito difíceis pra gente. Eu era a mais nova, mas era a de mais atitude. Fui para a casa do povo para trabalhar ainda com 9 anos de idade. Mas perdi minha infância, não sabia o que era brincar. Hoje o que eu sofro é de dor. Esse é o lucro do trabalho quando criança. Hoje eu tenho desvio na coluna, úlcera, tendinite. Fora o que mexeu com o meu psicológico. Meus pais não me obrigavam, mas eu sentia necessidade de ajudar meus eles”, revelou.


Após expor o que ela mesma já vivenciou, a comerciante, que é recifense, mas mora em Garanhuns há 7 anos, falou sobre o trabalho de abordagem social que está sendo realizado nas feiras livres. “Passei por isso, mas hoje, graças a Deus, estou aqui contanto essa história pra vocês. E eu não quero isso para o meu filho, não quero isso para nenhuma criança, por isso eu achei tão lindo esse trabalho de vocês, aqui incentivando as crianças e os adolescentes a ir pra escola, ir estudar. É isso que elas precisam aprender desde cedo para serem saudáveis”, relatou Taygliane.

A coordenadora do Creas, Cybele França, reforçou a importância da ação. “Por meio dessas atividades nós podemos ter um contato direto com a população, conversar com cada pessoas e orientá-las a lidar com esses tipos de situações e poder juntos promovermos uma mudança social. Nós estamos aproveitando essa data para reforçar essas ações de cuidado para com as nossas crianças e adolescentes. O que nós desejamos é que elas tenham um desenvolvimento físico e, sobretudo, psicológico normal e sejam cidadãos saudáveis. Promover uma infância saudável é nosso intuito e é por nossas crianças que estamos buscando fazer tudo isso da melhor forma possível”, comentou a coordenadora.



Ações em instituições de ensino e Cras’s

As atividades de combate ao trabalho infantil também estão sendo realizadas em algumas escolas municipais e nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras’s). Na tarde de hoje (09) foi realizada uma palestra na Escola Municipal Mário Matos. Amanhã (10), o tema será debatido com estudantes da Escola Giselda Vieira Belo. Dando continuidade, na próxima semana, serão realizadas outras atividades nas feiras livres do município.

Fotos: Ruthe Santana – Secom/PMG


Incluída na programação de intensificação de combate ao trabalho infantil da Secretaria de Assistência Social de Garanhuns, na manhã desta quinta-feira (09), foi realizada uma ação na feira livre da Avenida Oliveira Lima, no bairro Heliópolis. Com o objetivo de sensibilizar a população do município para a causa, profissionais do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e conselheiros tutelares realizaram uma abordagem social no local. Na ocasião, eram localizadas possíveis situações de exploração de crianças e adolescentes e os responsáveis eram abordados, recebendo orientações. O Dia do Combate ao Trabalho Infantil é vivenciado nacionalmente no dia 12 de junho, mas a programação vai se estender por todo o mês de junho.

A comerciante de frutas e legumes Taygliane Mirela, que hoje tem 24 anos de idade, começou a trabalhar aos nove anos de idade e explicou as consequências dessa experiência. “As coisas eram muito difíceis pra gente. Eu era a mais nova, mas era a de mais atitude. Fui para a casa do povo para trabalhar ainda com 9 anos de idade. Mas perdi minha infância, não sabia o que era brincar. Hoje o que eu sofro é de dor. Esse é o lucro do trabalho quando criança. Hoje eu tenho desvio na coluna, úlcera, tendinite. Fora o que mexeu com o meu psicológico. Meus pais não me obrigavam, mas eu sentia necessidade de ajudar meus eles”, revelou.

Após expor o que ela mesma já vivenciou, a comerciante, que é recifense, mas mora em Garanhuns há 7 anos, falou sobre o trabalho de abordagem social que está sendo realizado nas feiras livres. “Passei por isso, mas hoje, graças a Deus, estou aqui contanto essa história pra vocês. E eu não quero isso para o meu filho, não quero isso para nenhuma criança, por isso eu achei tão lindo esse trabalho de vocês, aqui incentivando as crianças e os adolescentes a ir pra escola, ir estudar. É isso que elas precisam aprender desde cedo para serem saudáveis”, relatou Taygliane.

A coordenadora do Creas, Cybele França, reforçou a importância da ação. “Por meio dessas atividades nós podemos ter um contato direto com a população, conversar com cada pessoas e orientá-las a lidar com esses tipos de situações e poder juntos promovermos uma mudança social. Nós estamos aproveitando essa data para reforçar essas ações de cuidado para com as nossas crianças e adolescentes. O que nós desejamos é que elas tenham um desenvolvimento físico e, sobretudo, psicológico normal e sejam cidadãos saudáveis. Promover uma infância saudável é nosso intuito e é por nossas crianças que estamos buscando fazer tudo isso da melhor forma possível”, comentou a coordenadora.

Ações em instituições de ensino e Cras’s

As atividades de combate ao trabalho infantil também estão sendo realizadas em algumas escolas municipais e nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras’s). Na tarde de hoje (09) foi realizada uma palestra na Escola Municipal Mário Matos. Amanhã (10), o tema será debatido com estudantes da Escola Giselda Vieira Belo. Dando continuidade, na próxima semana, serão realizadas outras atividades nas feiras livres do município.



Fotos: Ruthe Santana – Secom/PMG
Por RUTHE SANTANA

Nenhum comentário:

Postar um comentário