Este espaço é seu anuncie aqui! 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Casa do Côco.

Casa do Côco.
Rua Melo PeIxoto, 79 CeNtro Garanhuns PE

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Operação Lava Jato: Agentes cumprem 10 mandados de prisão nesta manhã de quarta no Rio e em Porto Alegre



RIO - Uma nova operação da Polícia Federal cumpre na manhã desta quarta-feira 10 mandados de prisão no Rio e em Porto Alegre relacionados à Operação Lava-Jato e tem como alvo principal o ex-diretor da Eletronuclear Othon Luiz Pinheiro da Silva. Atualmente, ele está em prisão domiciliar e foi detido novamente hoje em um dos mandados de prisão preventiva. A operação é a estreia da Lava-Jato no Rio. O esquema de corrupção na Eletronuclear foi alvo da 16ª fase da Lava-Jato em Curitiba, em julho do ano passado. A ação sobre o caso foi desmembrada e passou a correr na 7ª Vara Federal Criminal do Rio. Além dos mandados de prisão, serão cumpridos também de condução coercitiva e busca e apreensão.

A ação penal sobre o esquema de corrupção na Eletronuclear foi desmembrada da apuração do esquema de corrupção da Petrobras no último dia 29 de outubro, e encaminhada para a Justiça Federal do Rio. Com o desmembramento, deixou de ser julgada pela corte federal no Paraná.

Othon é acusado de receber R$ 4,5 milhões de propina das obras da Usina Nuclear de Angra 3. Em abril, em depoimento na 7ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro, o ex-presidente admitiu que usou contratos de fachada feitos com empresas de amigos para receber dinheiro da construtora Andrade Gutierrez, mas negou que fosse propina.

O Ministério Público Federal já tinha pedido a condenação do Othon e a sentença estava prevista para sair nas próximas.


O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário