Este espaço é seu anuncie aqui! 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

Garanhuns Bijuterias e Bianca Bijoux.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

GF Presentes e Variedades Vendas em Atacado e Varejo.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Informamos que Simulador de direção é obrigatório para tirar CNH a partir de 12/12/2016.

Casa do Côco.

Casa do Côco.
Rua Melo PeIxoto, 79 CeNtro Garanhuns PE

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Volte a Sorrir Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

sábado, 16 de julho de 2016

Preso casal suspeito de desviar mais de R$ 2 milhões de hotel de luxo na PB


Investigações realizadas pela Polícia Civil da Paraíba, por meio da delegacia do Conde, resultaram nas prisões de Silas Silva Rodrigues e Maria Margareth Silva Ausier.

Um dos mandados de prisão preventiva foi cumprido no Estado de Goiás (GO), com o apoio da Polícia Civil daquele estado.

A dupla é suspeita de desviar mais de R$ 2 milhões de um Resort no Litoral Sul paraibano.

Eles exerciam as funções de gerente financeiro e geral, respectivamente e cometeram os delitos entre os anos de 2010 e 2015.

De acordo com o delegado do município do Conde, Luiz Eduardo Montenegro, a prisão de Silas Silva foi realizada no apartamento dele, uma cobertura em Intermares, Cabedelo (PB).

Já Maria Margareth foi localizada no município de Rios Quentes, em Goiás.

“Ao ser descoberta aqui na Paraíba, ela viajou e se instalou nessa cidade em Goiás e começou a trabalhar em outro hotel de luxo. A dupla é capacitada, eles falam três línguas, são especialistas em administração de hotéis e resorts de luxo e por isso não levantavam suspeitas”, disse a autoridade policial.

O delegado afirmou que durante depoimento os acusados confessaram a prática dos desvios financeiros.

“Como já está caracterizado o crime, eles agora serão responsabilizados pelos ilícitos praticados, bem como terão que restituir à empresa”, explica Luiz Eduardo Montenegro.

Os suspeitos foram indiciados pelos crimes de estelionato e associação criminosa, tendo ambos já sido denunciados pelo Ministério Público da Paraíba, e responderão ao processo na comarca de Alhandra (PB).


Via E-mail.

Nenhum comentário:

Postar um comentário