Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8164-4420 Whatsapp: (87)9.9962-6354

Casa do Côco.

Casa do Côco.

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua do Ipiranga, 143 Boa Vista Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

King Lanternagem e Pintura.

King Lanternagem e Pintura.

sábado, 26 de novembro de 2016

Policial Pernambucano é preso acusado de estuprar nove (09) Alagoanas.


Um trabalho conjunto entre as polícias Civil e Militar resultou na prisão do policial militar Carlos Alberto Oliveira Silva, suspeito de praticar ao menos nove estupros nos municípios de Jundiá, Campestre, Novo Lino e Colônia de Leopoldina. Ele foi preso nessa quinta-feira 24 de novembro de 2016, durante um abordagem de rotina na cidade de Novo Lino. 
O militar de Pernambuco foi encaminhado para a Casa de Custódia de Maceió.

De acordo com o delegado Antônio Nunes, titular da delegacia de Novo Lino, o suspeito foi abordado após a polícia suspeitar de sua atitude. Também chamou a atenção o fato de suas características coincidirem com a do suspeito que havia praticado os crimes de estupro. 
Nove vítimas foram chamadas à delegacia, onde todas elas reconheceram o militar como o responsável pelos estupros. Em depoimento à Polícia Civil, Carlos Alberto negou os crimes.

"Há um forte conjunto probatório contra este rapaz, além de todas as características que as vítimas já haviam repassadas para a polícia. 
Em depoimento, elas o reconheceram e não tiveram dúvida. Algumas, inclusive, entraram em estado de choque ao vê-lo pessoalmente de novo", explicou o delegado. 

Diante dos relatos, Antônio Nunes pediu a prisão preventiva do suspeito, decretada pelo Tribunal de Justiça de Alagoas nesta sexta-feira. 
O delegado também afirma suspeitar que, após a prisão, outras vítimas deverão procurar a polícia, a fim de reconhecerem o policial militar como suspeito em outros casos. 

À polícia, as mulheres relataram que, por vezes, o suspeito também chegava a roubar pertences das vítimas de estupro, sempre a abordá-las trajando, numa motocicleta de cor preta e sem placa, roupas escuras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

J&N CARNES

J&N CARNES