Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8164-4420 Whatsapp: (87)9.9962-6354

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Eletrônica Pc Games

Eletrônica Pc Games
Pop-shop Garanhuns

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

CRIME BÁRBARO: Mãe tortura, quebra membros, estupra com cano e mata filha de apenas 3 anos na Maranhão


Deilandia dos Santos Assunção, de 19 anos, foi presa por ter torturado, quebrado os membros e estuprado com um cano a própria filha de 3 anos. A menina foi assassinada na manhã do último domingo 17 de fevereiro de 2019, na residência da família, na comunidade Baixão Grande, em São Domingos do Maranhão, estado do Maranhão. 

O crime causou muita revolta na população que tentou linchar a mulher pela crueldade com a filha, mas a polícia prendeu a suspeita e evitou a ação. O companheiro da acusada e padrasto da criança também foi preso. O delegado titular da 13ª Delegacia Regional de Presidente Dutra, Rildo Portela, informou que a mãe foi presa em flagrante por ter matado a filha de 3 anos. O delegado ainda informou que a suspeita torturou a menina até a morte, quebrando seus braços e pernas e, como se não bastasse, ainda introduziu um pedaço de cano nas suas partes intimas e desferiu várias pancadas na cabeça, causando cortes profundos. 

bahiaextremosul.com.br

Inda de acordo o delegado, o principal suspeito de ter cometido o crime tão bárbaro era o padrasto da criança, mas, em seu depoimento, ele negou ser o autor do crime. Ainda, de acordo com o delegado, a mãe da vitima confessou em seu depoimento que assassinou a própria filha. Consta no depoimento da acusada que, ela assassinou a filha porque ela dava muito trabalho, chorava muito e, no dia do crime, ela teria defecado na roupa. O companheiro da mulher prestou seu depoimento e, logo após foi liberado, mas a polícia continuará investigando. Também vai colher depoimentos de vizinhos. A acusada está presa e ficará à disposição da justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

J&N CARNES

J&N CARNES