Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8812-6217 WhatsApp

Clique na imagem para efetuar sua compra.

PRIME RASTREAMENTO E PROTEÇÃO AUTOMOTIVA

PRIME RASTREAMENTO E PROTEÇÃO AUTOMOTIVA

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

domingo, 1 de dezembro de 2019

Extrema pobreza assombra o futuro de 1 milhão de pernambucanos


Na última quarta-feira (27), não teve almoço na casa de Luciana Libânia da Silva, 25 anos. As panelas ficaram vazias porque mal havia comida para levar ao fogo. Só um resto de arroz no armário. Sem nada de feijão, carne ou ovos. “É assim toda vez que vai acabando o dinheiro do Bolsa”, confessa Luciana, num misto de vergonha e tristeza. A esperança de ver a despensa um pouco mais abastecida depende, todo mês, dos R$ 130 que a jovem recebe do Bolsa Família, o programa federal de assistência aos mais pobres. É a única renda da casa. E por ser a única joga Luciana na faixa de maior vulnerabilidade social: a dos que vivem na condição de extrema pobreza. Se, para a classe média, o desemprego e a baixa remuneração representam um duro impacto na qualidade de vida, para essa faixa da população não há quase nada a perder.
Não são poucos no Estado. Em Pernambuco, um milhão de pessoas sobrevivem com menos de R$ 145 por mês. Algo em torno de 11% dos pernambucanos. Com dois filhos pequenos, Luciana não esconde que, muitas vezes, precisa recorrer a vizinhos e parentes para colocar comida dentro de casa. “Pedir é feio, mas ficar com fome é pior ainda”, diz. Tudo em volta da jovem é miséria: a palafita que, na maré alta, é inundada pelas águas sujas do rio; a falta de saneamento; a baixa escolaridade; o desemprego; a desesperança.

Ne10


Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217