Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8812-6217 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

Sombra Celular nesse você pode confiar

Sombra Celular  nesse você pode confiar

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Pernambuco registra 463 casos suspeitos de arboviroses e investiga quatro mortes


Pernambuco teve 463 casos suspeitos de arboviroses e quatro mortes suspeitas de ligação com as doenças, segundo boletim divulgado pela Secretaria de Saúde nesta segunda-feira (27). Os dados apontam para uma redução média de 60,3% das notificações de dengue, zika e chikungunya, em comparação com as 1.167 do mesmo período de 2018.

Do total de notificações neste ano, 40 pacientes tiveram exames positivos para dengue e dois para chikungunya. A assessora técnica do Programa de Controle de Arboviroses do estado apontou que a redução de casos suspeitos está atrelada a alguns fatores, entre eles o sorotipo de dengue circulante no estado.

“Tivemos dois sorotipos circulantes de dengue que conseguimos identificar no ano passado. Não quer dizer que os outros dois não tenham ocorrido, mas identificamos esses. Então, a população deve estar imune a esses dois sorotipos, uma vez que entraram em contato”, afirmou.

o verão, embora seja propício ao desenvolvimento do mosquito, não tem sido necessariamente a época do ano com mais casos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

"Estamos perdendo a sazonalidade das arboviroses, aquele período de aumento em determinada época do ano. A gente perdeu devido a quantidade de arbovírus circulando. Já tivemos epidemia de chikungunya em agosto, por exemplo", disse Daniela Bandeira.

Outra possibilidade para a redução dos números é a notificação tardia, explicou. "Às vezes, demora um pouco para essa notificação ser colocada no sistema. Estamos acompanhando de perto alguns municípios que estão tendo aumento de casos e orientando", declarou.

As notificações diminuíram, mas, no estado, 125 cidades estão em situação de alerta ou em risco de surto de infestação pelo mosquito Aedes aegypti, apontou o boletim epidemiológico divulgado no dia 20 de janeiro. Com isso, é preciso seguir atento e evitar o acúmulo de água em recipientes abertos.

O estado é uma das nove unidades da Federação, que, segundo o Ministério da Saúde, poderão ter um surto de dengue em 2020. "Não pode baixar a guarda de jeito nenhum, ainda mais nesse período que temos chuva e sol em seguida, que é propício para multiplicação do mosquito", alertou Daniela Bandeira.

Mortes investigadas
O boletim desta segunda trouxe dois novos casos investigados sob suspeita de relação com arboviroses. Segundo a Secretaria de Saúde, foram duas mulheres na Região Metropolitana do Recife. Uma delas tinha 52 anos, era moradora de Moreno e faleceu no dia 9 de janeiro. A outra, tinha 40 anos, era de São Lourenço da Mata e morreu no dia 16 do mesmo mês.

Além desses casos, são investigadas a morte de dois idosos, sendo um de 69 anos, no dia 6 de janeiro, no Recife, e outro de 70 em Jaboatão dos Guararapes, no dia 8.

G1 Caruaru.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217