Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8812-6217 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Informações clique na imagem

Informações clique na imagem
Rifas Confiante Rifamos seu sonho e ajudando as pessoas!

Prime rastreamento e proteção automotiva

Prime rastreamento e proteção automotiva

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

terça-feira, 16 de junho de 2020

EM PERNAMBUCO - Agreste tem crescimento no número de óbitos e casos do Covid-19


Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, Pernambuco apresentou uma segunda semana de redução de casos no meio de junho. A redução de três dados fizeram o governo repensar a retomada: os óbitos, casos e as solicitações de UTI.  O ápice de óbitos e casos do novo coronavírus em Pernambuco foi registrado na semana de 10 a 16 de maio. Nesta semana, foram 2.150 casos e 625 óbitos. Já o sistema de saúde teve maior demanda na semana seguinte, de 17 a 23 de maio. Pela primeira vez a taxa de ocupação de UTI aparece abaixo de 90%. Na avaliação por região, somente a Agreste, representada pela Macro II e III, têm confirmado o aumento no número de solicitação de UTIs, casos e óbitos.

A Secretaria reitera que essa tendência de queda dos indicadores tem firmada a execução de um plano de retomada. Ainda assim, é necessário a manutenção dos hábitos coletivos como uso de máscara, higienização das mãos e evitar aglomerações. “Ainda é muito cedo pra fazer qualquer tipo de comemoração. A epidemia não tem se comportado de forma uniforme em todo os Estado. Essa tendência não está sendo observada na região Agreste, por isso não estão seguindo o plano de reabertura do comércio”, pontua André Longo, secretário de Saúde do Estado.  O secretário, também reafirma que existe a possibilidade de uma segunda onda de contágio. “Não será o poder público que conseguiu garantir. Cabe os protocolos serem executados de forma a evitar o retorno da doença com um alto número de casos. Se o comércio se mostrar irresponsável nessa retomada, a vigilância sanitária terá que intervir”.

 

O governador Paulo Câmara também comentou a situação da região. “Analisando os dados, é possível perceber claramente uma redução nas últimas três semanas. São números importantes, mas precisamos manter a cautela e a responsabilidade na condução dos próximos passos. A epidemia não se comporta de maneira uniforme em todo o Estado. Tivemos um aumento de demanda por leitos de UTI no Agreste e Zona da Mata, motivo pelo qual essas regiões não acompanharam a reabertura do varejo nesta segunda-feira, como o restante do Estado”. 

Estudo da Fundaj
Essa tendência de interiorização dos casos já tinha sido estabelecida pela Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). O Centro Integrado de Estudos Georreferenciados (Cieg), mostrou mudanças de disseminação do vírus em Pernambuco. Entre os dias 3 e 5 de maio, foi mapeado uma movimentação das contaminações que saíram da Região Metropolitana do Recife em direção ao Agreste do estado. O número de municípios com casos confirmados, passou de 126 para 130, enquanto os óbitos passaram de 652 para 749, um aumento de quase 15% em dois dias. O eixo Fernando de Noronha – Palmares perdeu força e  a dispersão do vírus se direcionou à Caruaru, tomando a BR-232 como principal vetor de difusão. São como “ondas de leste” de dispersão da pandemia, vindas do litoral, densamente ocupado e povoado, para o interior do estado. 

Ampliação da testagem
O Governo de Pernambuco volta a ampliou o público prioritário para a realização do teste da Covid-19 no Estado. A partir da próxima semana, dia 22 de junho, também terão prioridade para acesso aos exames trabalhadores sintomáticos de serviços essenciais, como supermercados, padarias, farmácias, postos de gasolina, imprensa, bancos, clínicas e hospitais veterinários, além de serviços de assistência social e 1 atendimento à população em estado de vulnerabilidade. 

Usuários e profissionais de residências terapêuticas e unidades de acolhimento e Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) 24h e gestantes no pré-natal com sintomas de síndrome gripais também passam a ser incluídos nos grupos prioritários para testagem. Além disso, os pacientes no pré-operatório de cirurgias eletivas, conforme validação das comissões intra-hospitalares, e pacientes no pré-operatório de cirurgias oncológicas também passam a fazer parte do grupo prioritário. Nesses casos, não é necessário apresentar sintomas de gripe. 

 Diario de Pernambuco


Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217