Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8812-6217 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Prime rastreamento e proteção automotiva

Prime rastreamento e proteção automotiva

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

quinta-feira, 16 de julho de 2020

EM GARANHUNS - Desesperada mãe desenterra filho sepultado há pouco mais de 30 dias, pula portão de cemitério e é contida pela vigilância sanitária e equipes do Samu


Imagem ilustrativa

Um fato ocorrido no final da tarde desta quarta-feira, 15 de julho, no cemitério Parque das Rosas, em Garanhuns, chocou a cidade. De acordo com informações obtidas pelo Portal V&C junto ao zelador do cemitério, uma mãe de 22 anos, residente no Parque Fênix, chegou ao local, foi até o túmulo do filho, que havia morrido a pouco mais de um mês, e o desenterrou. Em seguida, a mulher rasgou parte do vestido que usava, embrulhou os restos mortais da criança, pulou o portão do cemitério e caminhou por cerca de 700 metros até ser convencida por equipes do Samu e vigilância sanitária a devolver o corpo.

"Ela chegou a pé no fim da tarde, o cemitério já estava fechado. Fui surpreendido com ela pedindo pra ir no banheiro arrumar o bebê. Foi quando percebi que ela estava com parte do vestido rasgado e um embrulho na mão. Senti um odor muito forte e percebi que eram restos mortais", disse o funcionário. Ainda segundo ele, a mulher pulou o portão do cemitério e conseguiu sair com o corpo do filho. "Tentei conversar com ela para mantê-la calma e a segui por cerca 700 metros. Quando a vigilância e Samu chegaram conseguimos voltar com o corpo da criança, frisou.

A mulher apresentava arranhões nos braços e, provavelmente, desenterrou o corpo com a própria força das mãos, já que não havia ferramentas próximo ao túmulo. De acordo com informações, a criança tinha um ano e meio e morreu no início de junho, sendo enterrada em uma área do Parque das Rosas cedida ao município e destinada ao sepultamento de pessoas com suspeita de covid-19. (o exame acabou dando negativo para covid-19). Ainda segundo informações, a criança seria o único filho da jovem.  Autoridades de saúde e sanitárias do município acompanham o caso e estão prestando assistência psicológica à mulher.

Exclusiva do V&C Garanhuns




Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217