Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8812-6217 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

Sombra Celular nesse você pode confiar

Sombra Celular  nesse você pode confiar

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

MPPE e PF integrados na operação que visa desarticular organização criminosa atuante nos hospitais de campanha de Recife e Jaboatão dos Guararapes,o Agreste de Pernambuco



Uma investigação conduzida pelo Grupo de Apoio Especializado de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público de Pernambuco (Gaeco/MPPE) auxiliou a investigação da Polícia Federal que levou à deflagração da Operação Desumano, realizada hoje (16), no Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Paulista. 

O mútuo compartilhamento de informações entre os órgãos foi essencial para a deflagração da Operação Desumano, a qual apontou forte esquema criminoso atuando nos gastos com a situação de emergência em saúde da pandemia da Covid-19. A investigação do MPPE em âmbito estadual apontou para a existência de um esquema envolvendo verbas federais, que foi imediatamente compartilhado com a Polícia Federal. A PF, confirmando os indícios de irregularidades apontados pelo GAECO relacionadas a verbas federais, deu continuidade às investigações, culminando com a deflagração da operação na manhã desta quarta-feira. "Em uma operação como essa, fica evidente que o trabalho articulado entre as instituições se traduz em melhores resultados no combate à criminalidade e na proteção à sociedade", destacou o coordenador do Gaeco, promotor de Justiça Frederico Magalhães.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217