Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Ministério Público quer que Governo do Estado e Prefeitura de Garanhuns intensifiquem a fiscalização em estabelecimentos que comercializam carne de origem animal no município

 

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Garanhuns, recomendou aos proprietários de estabelecimentos de produtos de origem animal (produtores, distribuidores e revendedores atacadistas ou varejistas) de Garanhuns que observem os decretos regulamentadores relativos ao serviço de inspeção dessas mercadorias bem como a legislação específica da área (federal, estadual e municipal).

Conforme a recomendação, os proprietários devem observar as seguintes medidas: registro do estabelecimento perante o Serviço de Inspeção; contratação de responsável técnico para acompanhamento da atividade; adequado oferecimento, armazenamento de produtos perecíveis, rotulagem e fracionamento de produtos de origem animal. Caso os produtores e comerciantes não estejam adequados à legislação, estes deverão promover as adequações necessárias no prazo de 30 dias a contar do conhecimento e recebimento da recomendação.

Esses estabelecimentos deverão dispor de dependências anexas para a industrialização, quaisquer operações de fracionamento, corte, embalagem ou reembalagem para então distribuição a estabelecimento de varejo diferente, que, por sua vez, se caracterize como entreposto de produtos de origem animal, tendo papel de produtor ou distribuidor.

Ao município de Garanhuns e ao Estado de Pernambuco, através dos órgãos de inspeção municipal (Vigilância Sanitária) e estadual (ADAGRO), o MPPE recomendou que seja realizada a fiscalização, sem aviso prévio, no prazo de até 60 dias, de todos os estabelecimentos/locais que realizem o recebimento, manipulação, guarda, conservação, acondicionamento e distribuição de produtos de origem animal e seus subprodutos (frescos ou frigorificados).

Nessa fiscalização deverá ser verificado se tais estabelecimentos possuem as licenças sanitária e ambiental com atendimento às exigências técnicas e condições higiênico-sanitárias fixadas pelo serviço de inspeção. Posteriormente ao processo, um relatório com os autos/termos de infração deverá ser encaminhando a 1ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Garanhuns.

Os fiscais deverão ainda, no mesmo prazo, realizar a fiscalização de abates clandestinos de animais, adotando as medidas cabíveis. Já às Polícias Civis e Militares deverão, por sua vez, prestar todo o auxílio necessário nesse processo.

A recomendação, firmada pelo promotor de Justiça Domingos Sávio Pereira Agra, foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do MPPE desta quarta-feira (18).




Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217