Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

Operação Smurf: Gaeco e Polícia Militar cumprem mandados de busca e apreensão em Alagoinha, Pesqueira e Garanhuns

 


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), através do Gaeco e Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) deflagraram, na manhã de hoje (26), a operação Smurf, no Agreste de Pernambuco. A operação teve como alvo as cidades de Alagoinha, Pesqueira e Garanhuns. As equipes do Grupo de Atuação Especializada de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco/MPPE) e do BEPI/PMPE estão nas cidades cumprindo mandados de busca e apreensão em desfavor da Prefeitura de Alagoinha, empresas e servidores públicos.

O nome da operação vem do método conhecido como "smurfing", que consiste na modalidade de lavagem de dinheiro em que o agente criminoso dissemina o recurso fracionados em diversas contas bancárias realizando em variados dias e locais para difundir os recursos e dificultar o rastreio.

Segundo o promotor Frederico Magalhães, coordenador do Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE), a investigação que foi iniciada em 2019, almeja colher documentos e equipamentos eletrônicos que possam contribuir com a investigação em desfavor de nove alvos distribuídos nos três municípios, sendo a base em Alagoinha. “A operação está sendo realizada em empresas, residências e prédios públicos visando solidar a investigação e trazer mais subsídios que possam confirmar a para a hipótese que está sendo apurada. A investigação ainda está em curso e não descartamos a possibilidade de novas atividades no momento futuro”, comentou o coordenador do Gaeco.

Foram apreendidos aparelhos celulares dos indivíduos alvo da operação, cheques, notebook, HDs e pendrives, CPU, documentos e dinheiro. Os investigados foram notificados para oitava a ser realizada nesta segunda-feira (30). O não comparecimento dos investigados poderá configurar crime de desobediência.

Na ocasião, duas pessoas foram conduzidas até a delegacia por portar arma de fogo de forma irregular.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217