Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

terça-feira, 22 de junho de 2021

Defesa de Lázaro pede proteção física e mental em caso de prisão

 


Procurado há 13 dias por uma força tarefa conjunta entre diversas polícias, o serial killer Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, já possui uma advogada e um pedido de proteção especial à integridade física e mental dele, em caso de prisão. Os pedidos, feitos pela Defensoria Pública do DF, ainda solicitam a proteção do criminoso de “qualquer forma de sensacionalismo e exposição vexatória”.

O documento, encaminhado à Vara de Execuções Penais do DF nesta segunda-feira (21), defende que “considerando a enorme repercussão nacional conferida ao caso, visando salvaguardar a vida e a saúde de Lázaro, a defesa técnica solicita ao ilustre juízo que, desde logo, seja garantida a proteção da integridade física e psíquica do apenado” e que, em caso de prisão, o serial killer fique “em instalações seguras, se possível, sem ter que dividir cela com outros internos do estabelecimento prisional”. O pedido será analisado pela juíza Leila Cury.

A Defensoria Pública destaca ainda “que a tortura, bem como a violência física ou psicológica direcionada a qualquer ser humano são consideradas práticas ilícitas vedadas pelo ordenamento jurídico pátrio e pelos tratados internacionais [com] que o Brasil se comprometeu perante os sistemas global e interamericano”.

Sobre o pedido contra “sensacionalismo e exposição vexatória”, a defesa alega que o criminoso precisa ser protegido “em face de ataques midiáticos e dos pedidos de ‘entrevistas exclusivas’ ou outro tipo de promoção que o exponha ainda mais quando houver a recaptura, pois estamos vivenciando um sensacionalismo exacerbado nas buscas pelo apenado, com inúmeras comparações do caso com os filmes de ação e com a proliferação de ‘memes’ nas redes sociais, criados pelos usuários que acompanham atuação dos agentes públicos”.

Lázaro é procurado há 13 dias por ser acusado de promover uma chacina em Ceilândia. Mais de 200 policiais e 20 agentes da força nacional estão trabalhando nas buscas pelo assassino.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217