Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

quinta-feira, 22 de julho de 2021

Polícia Federal realiza operação contra suspeitos de invadir contas bancárias em Alagoas e Pernambuco

 

G1 Alagoas

A Polícia Federal realizou nesta quinta-feira (22) a Operação Fim da Linha, que tem o objetivo de desarticular uma organização criminosa que atuava em Maceió e era responsável por lavagem de dinheiro e receptação de valores retirados de contas bancárias da Caixa Econômica Federal nos anos de 2017 e 2018. Foram cumpridos mandados 11 mandados em Alagoas e Pernambuco. Uma pessoa foi presa.

Os policiais cumpriram 10 mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva, todos expedidos pela 13ª Vara da Justiça Federal de Alagoas.

As investigações começaram após a Caixa Econômica informar para a PF que a conta de uma pessoa da cidade de Salto (SP) foi invadida. Os criminosos transferiram R$ 10 mil para uma conta em Maceió.

Após investigação, foi constatado que outras contas alagoanas também receberam dinheiro de contas invadidas na cidade de Salto.

A organização em Maceió recrutava pessoas que tinham interesse em receber transferências fraudulentas em suas contas. Depois, esse valor era repassado em espécie para quem promovia o recrutamento, recebendo em troca uma pequena parcela daquele valor.

A PF acredita que a organização criminosa está relacionada com o grupo preso na Operação Bandeirantes, deflagrada em 2018. O prejuízo estimado para a Caixa Econômica Federal, até o momento, foi de aproximadamente R$ 250 mil.

O policiais federais prenderam o responsável pela organização criminosa em Recife (PE). Ele foi encaminhado ao sistema prisional alagoano após ser submetido a exame de corpo de delito. Segundo as investigações, o preso também é acusado de outros crimes de roubo e estelionato Alagoas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217