Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Médico preso por importunação sexual em Caruaru é encaminhado ao presídio

 

Do NE-10 Interior

Na manhã desta terça-feira (9), a equipe da 89ª Circunscrição Policial, que fica no bairro do Salgado, em Caruaru, no Agreste, cumpriu um Mandado de Prisão Preventiva contra um médico, de 54 anos, especialista em radiologia e exames de imagem. O profissional é suspeito de importunação sexual contra, pelo menos, três de suas pacientes.

O suspeito foi encaminhado a Penitenciária Juiz Plácido de Souza após cumprir a prisão preventiva. A policia solicita ainda que as pacientes que tenham sido vítimas do médico compareçam à 89ª Delegacia de Policia, para que as investigações sejam continuadas. Ao concluir as investigações, a polícia encaminhará o inquérito à Justiça.

 Investigação e relatos 

A Polícia Civil informou em coletiva de imprensa que o Mandado de Prisão foi expedido pela 4ª Vara Criminal da Comarca de Caruaru e que investigação do caso começou no dia 9 de dezembro de 2020, quando uma das vítimas procurou a 89ª Delegacia de Policia, no bairro do Salgado, para fazer a denúncia. A paciente relatou que esteve no consultório do médico, localizado na Avenida Agamenon Magalhães, no bairro Mauricio de Nassau, para realizar uma exame de ultrassom pré-operatório. Durante a realização do exame, o suspeito teria cometido o crime de importunação sexual. 

A polícia instaurou um inquérito e identificou outras duas vítimas, uma molestada em outubro de 2016 e a outra em setembro de 2020. As pacientes chegaram a alegar que o médico médico fazia questionamentos sobre a vida pessoal delas e chegava a apalpar elas em partes íntimas durante a realização de exames. "As declarações das vítimas foram coesas ao afirmarem que o médico teria praticado os atos libidinosos durante atendimento, demonstrando assim conduta reiterada, sempre utilizando o mesmo modus operandi", diz a polícia em nota. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217