Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

sexta-feira, 25 de junho de 2021

Pernambuco lidera ranking dos estados brasileiros em falta de água. Confira a lista

 


Com base em dados de 2019, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (23) os Indicadores Sociais de Moradia no contexto da pré-pandemia de Covid-19. Os números refletem o preparo de estados e municípios em relação às condições dadas aos seus respectivos moradores para que pudessem cumprir as medidas restritivas e de higiene necessárias para evitar o contágio da doença. No quesito de abastecimento de água regular à população, Pernambuco, assim como a Região Metropolitana do Recife, lideram com os piores resultados do País.

No Estado, a irregularidade no abastecimento atingia quase metade dos moradores (47,9%). Percentual um pouco acima do registrado no Grande Recife (46,6%). Se levada em consideração apenas a capital, 31,5% sofrem com desabastecimento ao menos uma vez por semana. O Recife é a terceira pior capital nesse sentido.

Confira o ranking:

Percentual no Estado e Região Metropolitana no Nordeste de parcela da população com falta de abastecimento de água ao menos uma vez por semana

Pernambuco 47,9%

RM Recife 46,6%

Piauí 36,4%

Grande Teresina 1,5%

Rio Grande do Norte 32,1%

RM Natal 9,8%

Bahia 26,4%

RM Salvador 14,6%

Paraíba 24,8%

RM João Pessoa 10,7%

Sergipe 24,2%

RM Aracaju 12,3%

Alagoas 17,7%

RM Maceió 4,2%

Maranhão 14,8%

RM Grande São Luís 28,3%

Ceará 13,1%

RM Fortaleza 4,7%

Índice das regiões

Nordeste 24,8%

Norte 6,6%

Sudeste 5,1%

Centro-Oeste 4,8%

Sul 2,8%

Pernambuco (47,9%) e piores resultados por região

Acre (34%)

Rio de Janeiro (9,6%)

Santa Catarina (3,6%)

Mato Grosso (13,2%).

O que diz o governo: 

O Governo de Pernambuco, por meio da Compesa, diz que tem dado atenção redobrada à questão do abastecimento, investindo sistematicamente em projetos e obras que visam à universalização dos serviços de saneamento no Estado.

“Só nos últimos anos foram aplicados mais de R$ 4 bilhões em todo o estado, e para este ano a previsão é recursos da ordem de 1,2 bilhão, em obras de abastecimento de água e esgotamento sanitário, com grandes empreendimentos estruturadores em curso. Tudo isso, já coloca o cenário do abastecimento de 2021 em outra posição em relação a 2019”.

Leia trecho da nota:

Na Região Metropolitana do Recife, várias obras, de médio e grande portes, estão sendo executadas. Um exemplo são as áreas de morros do Recife, localidades onde, historicamente, há dificuldade de atendimento em função da escassez de fontes hídricas e condições topográficas. Também está em andamento um pacote de obras de reativação de 15 e perfuração de mais 23 poços profundos, que irão incrementar a produção de água em aproximadamente 650 l/s, contribuindo para a ampliação do abastecimento. No Recife, localidades da Zona Norte estão sendo contempladas, além das cidades de Goiana, Abreu, Paulista, Igarassu e Olinda.

Destacamos, ainda, a obra de Setorização do Recife que busca promover a independência operacional dos setores de abastecimento (controle e medição), por meio de substituição de tubulações e implantação de registros e válvulas, melhorando as pressões das redes e reduzindo as perdas e a ocorrência de vazamentos.

Vale ressaltar que a distribuição de água em áreas planas do Recife ocorre diariamente, desde a conclusão da obra do Sistema Adutor de Pirapama, que aumentou em 50% a oferta de água para a RMR. Vale lembrar, ainda, que Pernambuco é o estado com menor disponibilidade hídrica no cenário nacional e que, este ano, várias localidades já tiveram eliminação ou diminuição do rodízio, iniciativa possível graças às últimas chuvas em nosso estado.

Para levar mais água à população pernambucana no enfrentamento da pandemia, a Compesa investiu em um plano de ações para o reforço do abastecimento na RMR. No ano passado, 280 mil pessoas foram beneficiadas com o aumento na produção do sistema Tapacurá, um dos mais importantes da região, em 800 litros por segundo. Além do incremento, a Compesa também distribuiu por carro pipa cerca de 30 milhões de litros de água, beneficiando 115 mil pessoas. Dentro do planejamento traçado pela Compesa, também foi iniciada a execução de 43 obras estratégicas, a um investimento de R$ 9 milhões. Ao todo, são 123 mil pessoas beneficiadas.

Por fim, vale ressaltar que a Compesa segue trabalhando para universalizar o saneamento em Pernambuco, garantindo que, cada vez mais, a população tenha acesso aos serviços de água e esgotamento sanitário.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217