Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Diretor do Sindipetro avalia que gasolina pode custar mais de R$ 8 nos postos em 2022

 


Após mais uma alta dos combustíveis, o diretor do Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro-BA), Radiovaldo Costa, alertou nesta terça-feira (26) ao programa BNews Agora, da Piatã FM, para sucessivos aumentos do preço da gasolina em 2022. De acordo com ele, não será uma surpresa se o litro do produto passar a custar mais de R$ 8 nos postos. 

“Desde o governo de Michel Temer o preço da gasolina é atrelado ao preço do dólar, por meio da chamada Política de Paridade Internacional (PPI). Se a Petrobras não mudar essa logística, a gasolina estará ainda mais cara no próximo ano, porque a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) já avisou que o valor do barril de petróleo vai aumentar. Não se surpreendam se a gasolina atingir mais de R$ 8 nos postos”, disse ele. 


Radiovaldo ainda chamou a atenção para o aumento da gasolina mesmo com a diminuição de custos da Petrobras. 

“A questão é que os preços no Brasil estão dolarizados. A Petrobras não está aumentando os preços porque aumentou os custos. Muito pelo contrário: tem diminuído drasticamente as despesas, já que encerrou contratos, reduziu o número de trabalhadores. Nos primeiros seis meses, a estatal teve o maior lucro da história, R$ 46 bilhões. Esse lucro é às custas do povo brasileiro.”

O diretor do Sindipetro também esclareceu que o ICMS não é culpado pelos aumentos consecutivos da gasolina. “Tem ocorrido um debate muito intenso sobre a tributação, em especial do ICMS, como se esse imposto fosse o responsável pelos altos preços dos combustíveis. Só que o ICMS não aumenta há cinco anos, está em 28%. Para comparar, o litro de gasolina em 2016 custava R $1,12 na Refinaria Landulpho Alves, hoje em dia custa R $2,28, aumentou 107%. Quanto foi a inflação no período? cerca de 30%. Então o problema não é o imposto e sim o dólar”, explicou.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217