Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

terça-feira, 2 de março de 2021

POPULAÇÃO DE CORRENTES PEDE ESCLARECIMENTO SOBRE USO INDEVIDO DE VEÍCULO OFICIAL - Prefeitura ainda não se manifestou quanto ao caso da suposta secretária que fez uso do carro para fins particulares e ainda teve seu esposo como motorista

No último dia 26 de janeiro de 2021 a secretária da Secretaria da Mulher da cidade de Correntes, foi flagrada na cidade de Garanhuns fazendo compras, supostamente, particulares juntamente com seu esposo usando o veículo oficial da secretaria. Conforme as leis postadas na matéria sobre o caso,  até agora não houve nenhum tipo de manifestação da parte da administração da cidade, conotando-se total descaso com o pedido da população para que haja punição para tais atitudes de funcionários públicos. 

"Só porque essas pessoas têm um cargo na prefeitura não podem estar fazendo esse tipo de coisa. Tem gente que pensa que o eleitor é besta. Esse povo está trabalhando porque a gente paga impostos e certas atitudes mostram realmente o caráter de quem pode, e quem não pode atender a população, e nesse caso estamos vendo que o prefeito tá fazendo vista grossa e pelo que estamos percebendo isso só vai piorar." Disse um popular que preferiu não se identificar, mas não escondeu estar decepcionado com o que aconteceu. 

A nossa redação aguarda o contato da assessoria de comunicação da Prefeitura de Correntes para podermos repassar a população qual a resolução final deste caso.

RELEMBRE O CASO


PRA PIORAR, CONDUTOR DO CARRO NÃO TEM VÍNCULO COM O MUNICÍPIO: Servidora pública é suspeita de utilizar veículo público da Prefeitura de Correntes para fins particular 


Um veículo pertencente à Prefeitura de Correntes foi flagrado em uma situação, no mínimo estranha, nesta sexta feira, 26 de fevereiro de 2021, em um atacado de Garanhuns. As imagens que chegaram à nossa redação mostram um homem e uma mulher com um carrinho de supermercado  cheio de itens de alimentação comprados no estabelecimento comercial.   Eles colocam as compras no porta-malas do veículo público e deixam o local. 


A suspeita é de que o veículo, neste caso, tenha sido usado para fins particulares sobretudo porque a maioria  dos gêneros alimentícios vistos no carrinho foram comprados em pequenas quantidades, exceção feita ao fubá de milho. Outro indício de que as compras seriam para o casal e não para a Administração Pública, é que, em caso de compras governamentais via licitação, é praxe que os itens adquiridos sejam entregues no próprio órgão ou repartição que o comprou, entrega esta feita pela empresa que vendeu.


 Ainda segundo informações, uma das pessoas flagradas  nas imagens é servidora pública em Correntes, lotada na Secretaria da Mulher daquele município. E o pior, segundo o apurado, quem conduzia o veículo era o esposo dela, que não tem nenhum vínculo empregatício com o município de Correntes.

Como perguntar não ofende, e como cabe à imprensa "e principalmente ao cidadão" fiscalizar como são utilizados os recursos públicos,  queremos saber o que o veículo da Prefeitura de Correntes fazia estacionado em um supermercado de Garanhuns, transportando itens de alimentação e conduzido por alguém que não é servidor público.  

Nunca é demais relembrar que o servidor público  que faz uso indevido de bens públicos para fins particulares pode responder por crime de peculato. É preciso frisar também que, para um funcionário público mal intencionado, a diferença entre o público e o privado pode ser separada apenas por uma tênue linha, mas para o ordenamento jurídico do país, o caso de peculato é tratado como crime gravíssimo, como penas que variam de 2 a 12 anos e multa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217