Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

segunda-feira, 15 de março de 2021

O CRIMINOSO FOI PRESO EM FLAGRANTE - Mulher foi torturada e mantida em cárcere privado na zona rural de Saloá, no Agreste de Pernambuco


Um homem foi preso após manter sua ex-companheira, de 22 anos, em cárcere privado durante quase 18 horas em Saloá, no Agreste Meridional de Pernambuco. Os criminoso foi localizado e preso no Sítio Baque-Vira em um casa abandonada.

De acordo com as primeiras informações, na noite do domingo, 14 de março de 2021, Alessandro de Souza, de 37 anos, chegou no Sítio Pau Santo, zona rural de Saloá, na residência do avô da vítima, e aplicou uma gravata na ex-companheira ameaçando-a com uma faca. Ato contínuo, o homem arrastou a mulher pra fora de casa e a levou embora. 

No local, por cerca de 18 horas, Alessandro cometeu os atos mais insanos contra sua ex-companheira e não a matou porque a polícia localizou o cativeiro a tempo de salvar a vítima. As costas da mulher apresentavam queimaduras graves, as pernas estavam cortadas e o rosto machucado. Como se não bastassem as marcas físicas da violência, a mulher ainda foi estuprada pelo seu algoz durante o tempo que foi mantida em cárcere privado.

Enquanto a vítima vivia momentos de puro terror, as polícias civil e militar se empenhavam em encontrar o monstro de Saloá , o que acabou ocorrendo por volta das 17 horas desta segunda.

O criminoso foi autuado nos crimes de tortura, tentativa de feminicídio, estupro e quebra de medida protetiva. 

Ainda segundo informações, Alessandro já foi preso 16 anos em São Paulo pelo crime de homicídio. Ele é reincidente na prática de violência doméstica já que no último dia 17 de fevereiro foi preso por ter agredido a mesma vítima. Como é de praxe nesse país, o homem foi levado a audiência de custódia e liberado. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217