Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

sábado, 24 de julho de 2021

O que aconteceu com os "canibais" de Garanhuns? Saiba como está o trio atualmente

 

Do JC

O descoberta dos chamados "canibais" de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, completou 9 anos em 2021. O caso que envolvia Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, Isabel Cristina Pires da Silveira e Bruna Cristina Oliveira da Silva repercutiu muito em todo o país.

O trio foi acusado de matar três mulheres e essas vítimas teriam sido atraídas para a casa deles em datas diferentes, sob falsos pretextos. Elas foram mortas por arma branca e esquartejadas. Parte dos restos mortais teriam sido consumidas pelos suspeitos. Jorge, Isabel e Bruna foram condenado em dezembro de 2018 por homicídio triplamente qualificado.

O que aconteceu com os "canibais" de Garanhuns?

De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), Jorge, Isabel e Bruna foram condenados e continuam presos. A secretaria disse através de nota ao JC que Jorge Negromonte cumpre a pena na Penitenciária Professor Barreto Campelo, em Itamaracá, Litoral Norte. Isabel e Bruna estão presas na Colônia Penal Feminina de Buíque, no Agreste do estado. Segundo a Seres, todos têm bom comportamento nas unidades prisionais.

No ano de 2019, as penas de prisão foram aumentadas pelos desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A mudança nas penas foi referente à condenação pelo assassinato, ocultação e vilipêndio do cadáver de Jéssica Camila da Silva Pereira. Jorge recebeu 27 anos de prisão e um ano e meio de detenção. Isabel e Bruna passaram para 24 anos de prisão e um de detenção. Pelas mortes de Alexandra Falcão e Giselly Helena, Jorge e Bruna foram condenados a 71 anos de prisão, já Isabel a 68.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217