Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8857-0534 WhatsApp

Clique na imagem para outras informações

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

Corte de luz volta a valer a famílias de baixa renda a partir desta sexta-feira

 


Consumidores de baixa renda poderão ter a energia cortada a partir desta sexta-feira (1º/10), caso deixem de pagar a conta de luz.

Pelos últimos seis meses, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) suspendeu cortes de energia de aproximadamente 12 milhões de famílias consideradas de baixa renda, devido à crise causada pela pandemia da Covid-19.

A medida foi anunciada no dia 26 de março deste ano e valeria, inicialmente, até 30 de junho. No entanto, a Aneel decidiu prorrogar a suspensão até essa quinta-feira (30/9).

Agora, a agência não anunciou uma nova prorrogação da medida e, portanto, o corte de energia voltou a valer a partir de hoje.

A suspensão era dada às famílias que participavam da tarifa social, que concede descontos na conta de luz para as famílias de baixa renda. Com ela, o consumidor recebe um abatimento mensal no valor pago, que varia de acordo com a tabela de consumo.

Desde setembro, vale no país a bandeira de escassez hídrica, criada excepcionalmente pela Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (CREG), devido à crise hidrológica. A taxa é de R$ 14,2 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos. Essa cobrança valerá até abril de 2022.

A decisão da CREG isenta, no entanto, os consumidores beneficiários da tarifa social de pagar a Bandeira Escassez Hídrica.

Dessa maneira, essas famílias continuarão pagando, com desconto, a bandeira acionada mensalmente pela Aneel se ela for amarela ou vermelhas 1 e 2. Já a bandeira verde não implica em custos para o consumidor.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217