Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8164-4420 Whatsapp: (87)9.9962-6354

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Eletrônica Pc Games

Eletrônica Pc Games
Pop-shop Garanhuns

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

VERGONHA: Delegacia de São José do Egito recebe ordem de despejo e se muda para cidade vizinha



Parece “fake news” (notícia falsa), mas infelizmente não é: a delegacia de São José do Egito, cidade que é polo cultural pernambucano, será despejada por força de ordem judicial. Pois é, em tempos quando a violência só cresce e continua afligindo nosso povo, a partir do dia 17 de dezembro São José do Egito ficará, na prática, sem a presença da Polícia Civil, já que o funcionamento da unidade será transferido para a cidade de Afogados da Ingazeira.

O comunicado bombástico foi feito nesta quarta-feira (5), através de um ofício redigido pelo delegado da circunscrição, Paulo Henrique de Medeiros, e entregue ao Presidente da Câmara Municipal de São José do Egito, Antônio Ferreira.

No documento o delegado não informa a motivação da ordem de despejo, mas o SINPOL apurou que em um primeiro momento o Estado ficou um ano sem pagar o aluguel do imóvel e só saldou a dívida após o locador acionar a justiça. Em seguida o débito até foi pago, mas o Estado voltou a atrasar os pagamentos, o que levou o dono do imóvel a pedir a interrupção da prorrogação automática do contrato, que se encerra no próximo dia 14.

Para o presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, a situação é extremamente grave e precisa ser solucionada. “Não há outra palavra senão descaso para classificar o que está acontecendo em São José do Egito. O pior é que os maiores prejudicados serão os próprios Policiais Civis, que trabalharão imersos em ainda mais improviso, e principalmente o povo daquela cidade, que precisará se deslocar em mais de 40 quilômetros caso precise registrar um simples boletim de ocorrência. Além disso, os casos de roubos, furtos e assassinatos ocorridos em São José do Egito precisarão esperar o deslocamento das equipes que estarão em Afogados da Ingazeira, o que causará um prejuízo inestimável às investigações. Sem dúvida esse é um quadro que estimula a criminalidade, por isso pedimos encarecidamente que as autoridades responsáveis tomem uma atitude imediatamente”, requer Áureo.

Por falar em solução, hoje mesmo algumas possibilidades começam a surgir. Uma delas partiu de uma faculdade instalada na cidade. Através de um sócio-diretor, a instituição anunciou que se reunirá com a chefia de Polícia para oferecer um terreno ao lado da faculdade. A proposta é que seja construída uma sede para a Delegacia de Polícia Civil de São José do Egito em regime de comodato. Gostaríamos que a situação nunca tivesse chegado a esse ponto e, que se chegasse, que o próprio Estado tomasse a dianteira para solucionar o problema. Hoje, só podemos cobrar e esperar que o Governo de Pernambuco, aceitando ou não a proposta, resolva essa grave situação.


Áureo Cisneiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

J&N CARNES

J&N CARNES