Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8164-4420 Whatsapp: (87)9.9962-6354

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Eletrônica Pc Games

Eletrônica Pc Games
Pop-shop Garanhuns

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Polícia prende grupo que assaltava casas e comércio no Recife


Na manhã desta segunda-feira (21), a Polícia Civil revelou detalhes da prisão de quatro homens suspeitos de assaltar residências e estabelecimentos comerciais no Recife. Segundo a polícia, no momento da prisão, o grupo estava em carro roubado que, por pelo menos duas vezes, já teve a placa trocada.

A prisão do quarteto aconteceu na quinta-feira (17), em San Martin, Zona Oeste do Recife. Com os homens, a polícia encontrou duas pistolas, uma máquina de choque, algema, distintivos, várias munições, além de relógios e celulares.

De acordo como o delegado titular da Delegacia de Roubos e Furtos, Vinícius Notari, para praticar os assaltos, o grupo, cujos integrantes têm passagem pelo sistema prisional, contava com ajuda de colaboradores. "Eles tinham informações privilegiadas, que muitas vezes saíam do próprio comércio, de algum funcionário, de cuidadores e secretários das casas", afirmou Notari. "Assim, eles já chegavam ao local sabendo que ali havia certa quantia em dinheiro ou um cofre", continuou o delegado.

Tortura psicológica
Vinícius Notari ainda disse que, quando havia resistência por parte das vítimas, os suspeitos torturavam elas psicologicamente. "Eles amarravam as vítimas e utilizavam máquina de choque como forma de intimidação. Assim, as vítimas ficavam extremamente vulneráveis", afirmou o delegado.

Segundo a Polícia Civil, os homens confessaram, pelo menos, cinco crimes. Durante os assaltos, o grupo usava roupas pretas e distintivos similares aos da Polícia Civil e se comunicavam com códigos usados por policiais. O quarteto também orientava que as vítimas não denunciassem o crime, pois eles poderiam retornar ao local.

JC online

Com a divulgação das imagens dos suspeitos, a polícia espera que outras vítimas reconheçam os homens e procurem a Delegacia de Roubos e Furtos para denunciar o grupo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO BLOG Ligue 87 9 9962-6354 / 9 8164-4420

J&N CARNES

J&N CARNES