Anuncie aqui!

Anuncie aqui!
QUER ANUNCIAR NO BLOG: E-mail: agresteemalerta@gmail.com Fone: (87) 9 8812-6217 WhatsApp

Clique na imagem para efetuar sua compra.

PRIME RASTREAMENTO E PROTEÇÃO AUTOMOTIVA

PRIME RASTREAMENTO E PROTEÇÃO AUTOMOTIVA

A M SEMENTEIRA - Mudas de hortaliças e legumes

A M SEMENTEIRA -  Mudas de hortaliças e legumes

Cia da Construção e Madeireira.

Cia da Construção e Madeireira.

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade

Stop Lanches o Melhor Lanche da cidade
Org: Maciel.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.
Rua Joaquim Nabuco 33 Centro Garanhuns PE.

Maluquinha preço único

Maluquinha preço único
Avenida Santo Antônio, Centro Garanhuns-PE

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

Rua Melo Peixoto - Centro - Garanhuns - PE - Fone: (87) 9. 9677-5705

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

MPPE - Em Garanhuns vai investigar se médicos contratados pelo município e estado cumprem a carga horária


O Ministério Público do Estado de Pernambuco, através da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Garanhuns, abriu um inquérito civil público para investigar uma declaração de um médico feita em uma das audiências conduzidas pelo MPPE. Na ocasião, o profissional, que já trabalhou pro município, disse que os médicos que prestam serviço à Prefeitura de Garanhuns não cumpriam a carga horária estipulada na contratação ou nomeação. Ao invés disso, ainda segundo o declarante, acertavam a carga de trabalho diretamente com a administração. Ainda segundo o MPPE, prática semelhante poderia ter ocorrido na UPAE, que é administrada pelo Governo do Estado. 

O inquérito do MPPE tem o objetivo, segundo o próprio órgão, de apurar melhor os fatos e observar se houve prática de improbidade administrativa. O inquérito é de responsabilidade do Dr. Domingos Sávio, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Garanhuns. 

Não há prazo definido para o término das investigações Entre outras providências, o promotor deu um prazo de 15 dias para o estado e o município juntarem comprovantes de como se dá o controle e o cumprimento da carga horária dos médicos, informando quem são os servidores responsáveis por essa fiscalização.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUER ANUNCIAR NO PORTAL Ligue 87 9. 8812-6217